Atividades práticas do ensino superior voltam na segunda em SP; veja regras
São Paulo
As instituições de ensino superior e de educação profissional poderão retomar atividades presenciais práticas e laboratoriais a partir de segunda-feira, após meses de paralisação pela pandemia da Covid-19. A portaria com a autorização foi publicada neste sábado, 18, no Diário Oficial da Cidade de São Paulo.
As atividades de internato e estágio curricular obrigatórias dos cursos de Medicina, Farmácia, Enfermagem, Fisioterapia e Odontologia estão liberadas - desde que as respectivas unidades limitem a presença a até 35% do número de alunos matriculados.
Com o cumprimento dos protocolos contra a covid-19, os centros de treinamentos esportivos de alto rendimento também serão reabertos.
A portaria não contempla a retomada de cursinhos pré-vestibulares ou preparatórios de concurso público. Ou seja, continuam proibidos de funcionarem com aulas presenciais.
No último dia 13, o governo de São Paulo apresentou os critérios para a volta às aulas presenciais nas universidades e escolas técnicas. A liberação vale apenas para as cidades que se mantiverem por 14 dias consecutivos na fase amarela do plano de retomada.
Assim como na cidade de São Paulo, a medida atende cursos como o de Medicina e de Enfermagem, que tem aulas práticas e laboratoriais. Para o retorno, as instituições deverão respeitar protocolos sanitários e permitir a entrada apenas de 35% dos alunos matriculados.