Universidades anunciam mudanças

As universidades paulistas também estão adotando mudanças em seus processos seletivos. A Comvest anunciou mudanças na primeira fase da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) 2021. As questões da prova serão reduzidas de 90 para 72 e o tempo máximo para sua realização passará de cinco para quatro horas. Além disso, a primeira fase será realizada em dois dias diferentes, de acordo com a área do curso escolhido pelos candidatos, para reduzir o número de estudantes circulando e evitar aglomeração nas escolas.

As inscrições serão realizadas entre 31 de julho e 8 de setembro, pelo site da Comvest. A data das provas da primeira fase ainda não foi definida.

A Vunesp informou que a Universidade Estadual Paulista (Unesp) estuda a possibilidade de adiar o Vestibular 2021, preocupada com o prejuízo que a pandemia causou na educação brasileira, em especial aos alunos do ensino médio. A Unesp, em conjunto com a Fundação Vunesp, estuda medidas para adequação da realização do seu vestibular, entre eles o adiamento do certame, cuja primeira fase está prevista para em 8 de outubro.

Uma nova data será marcada em acordo com a USP e com a Unicamp, para permitir que os candidatos interessados não sejam prejudicados na concorrência a uma vaga nas universidades públicas estaduais paulistas.

A Unesp estuda ainda a possibilidade de as provas serem preparadas com ênfase nos conteúdos do primeiro e do segundo anos do ensino médio, para equilibrar as chances dos candidatos que já finalizaram e os que ainda não concluíram o ensino médio.

A Vunesp também é responsável pelo vestibular da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp), que oferece os cursos de medicina, enfermagem e psicologia. A fundação ainda não divulgou se haverá mudanças na data ou formato das provas.

A Fuvest, responsável pelo vestibular que garante o ingresso à Universidade de São Paulo (USP), manteve a data do vestibular para novembro. Até o dia 10 de julho, os candidatos podem solicitar a isenção ou redução de 50% na taxa de inscrição.

Enem

Até o dia 30 de junho, o Ministério da Educação abre consulta aos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) sobre a nova data para realização das provas - adiadas por causa da pandemia da Covid-19. (FP)