SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO DE 2021
TRÂNSITO

Ipem testa medição de radar em avenida de Rio Preto

Verificação de equipamento é feita anualmente nas ruas de Rio Preto. Objetivo é evitar que radares autuem motoristas que trafegam dentro do limite da velocidade nas vias da cidade

Rodrigo Lima
Publicado em 17/05/2021 às 11:34Atualizado em 05/06/2021 às 23:55
Veículo utilizado por fiscais do Ipem para verificar funcionamento de radar em Rio Preto (Rodrigo Lima - 14/05/2021)

Veículo utilizado por fiscais do Ipem para verificar funcionamento de radar em Rio Preto (Rodrigo Lima - 14/05/2021)

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem) realizou verificação metrológica na sexta-feira, 14, em radar localizado na avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, em Rio Preto. O fiscal Anderson Asseli afirmou que a verificação é feita anualmente.

O teste no equipamento é feito por meio da passagem com veículo na velocidade na via. Os técnicos do instituto utilizam equipamento no carro que mede a velocidade real. "E comparamos com aquela indicada pelo radar. A tolerância é de cinco quilômetros por hora para mais ou para menos. Existem casos em que o equipamento é reprovado e é feita uma nova verificação", afirmou Asseli. 

Caso o equipamento esteja marcando velocidade incorretamente a empresa que opera os radares no município é autuada. As multas do Ipem variam entre R$ 50 a R$ 5 milhões. "A validade da medição que fazemos é de 12 meses, sem as verificações os radares não podem operar. Todos os equipamentos em operação estão dentro da tolerância", afirmou. 

Conforme a Portaria Inmetro 544/2014, é obrigatória a verificação metrológica uma vez por ano ou toda vez que o equipamento passar por reparo. A verificação metrológica no radar leva de 20 minutos até uma hora.

Em Rio Preto, a verificação do radar envolveu fiscais do Ipem, funcionários da empresa Pró Monitoramento,  responsável pelo instrumento, e guardas municipais.

O equipamento foi aprovado e receberá certificado válido por um ano. Quando há reprovação a empresa fabricante é notificada a corrigir o erro. Em caso de excesso de velocidade, para aplicação de multas, o equipamento precisa estar verificado pelo Ipem-SP.

De acordo com o Ipem, o radar é um aparelho que localiza objetos a longa distância utilizando ondas eletromagnéticas. Possui antena emissora/receptora de ondas de rádio que se propagam até atingirem o alvo, retornando ao radar. A diferença de tempo de ida e de volta da onda determina a distância ou a velocidade do objeto.

"As verificações metrológicas são realizadas com a utilização de uma viatura oficial, dotada de medidor de velocidade de alta precisão previamente calibrado (padrão). Os ensaios são realizados em cinco velocidades diferentes. Após a passagem da viatura pelo medidor, os resultados registrados pelo seu sistema fotográfico são confrontados com os resultados obtidos pelo padrão do Ipem", consta em nota.

Segundo o instituto, os medidores de velocidade aprovados recebem um laudo técnico com validade para um ano. Se forem reprovados, a empresa responsável pelo medidor é autuada e o equipamento é interditado. "Vale lembrar que para as multas emitidas em função dessas medições serem legítimas, o medidor de velocidade precisa ter sido verificado e aprovado pelo Ipem, e estar dentro do prazo de validade. Para saber se o medidor de velocidade está dentro da validade, acesse o Portal de Serviços do Inmetro nos Estados (PSIE). Acesse https://tinyurl.com/yas4uvds",  afirmou em nota.

Fiscalização é feita por funcionários do Ipem com apoio da Guarda Municipal (Rodrigo Lima - 14/05/2021)
 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por