SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2021
Em cães

Campanha alerta contra leishmaniose

Bruno FerroPublicado em 11/01/2021 às 22:32Atualizado há 06/06/2021 às 14:18

A campanha de prevenção e combate à leishmaniose começou nesta segunda-feira, 11, na área de abrangência da UBS do Parque Industrial, em Rio Preto. A ação está sendo realizada pela Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e da Vigilância Ambiental.

De acordo com a pasta, o local foi escolhido por conta da alta incidência de leishmaniose canina. Dos 141 casos da doença em Rio Preto em 2019 e 2020, 22 se concentraram no local, ou seja, 16% do total de casos da cidade.

"Realizaremos simultaneamente a investigação de foco, avaliação ambiental, vacinação antirrábica e a castração, já que esses animais estão em área de risco para transmissão de leishmaniose", afirma o gerente da Vigilância Ambiental, Luiz Feboli Filho.

Os sintomas da leishmaniose canina são aumento de volume dos gânglios linfáticos, crescimento exagerado das unhas, perda de pelo, úlceras e descamação da pele, emagrecimento e atrofia muscular, hemorragias nasais, anemia e alterações nos rins, fígado e articulações. A doença é causada por um protozoário e transmitida pelo mosquito-palha.

Para realizar todos os procedimentos, o trabalho está sendo realizado pelos profissionais do CCZ em conjunto com os técnicos da Vigilância Ambiental e os agentes de saúde. Por isso, todas as famílias do Parque Industrial que possuam animais cadastrados na lista de castração do município estão sendo convocadas a comparecer ao Centro de Controle de Zoonoses.

Além disso, os agentes de saúde estão percorrendo toda a área de abrangência para cadastrar animais. "Nesta oportunidade, as condições ambientais das residências serão avaliadas", informa Feboli.

A previsão é que a campanha seja realizada em duas semanas, sendo que os serviços de rotina do CCZ não serão interrompidos. Em caso de dúvidas sobre a campanha, o munícipe pode ligar para o Zoonoses, no telefone 3231-6494 ou para a Ouvidoria da Secretaria de Saúde, no telefone 0800-770-58-70.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por