SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2021
PANDEMIA

Saúde confirma 400 casos e nove mortes em Rio Preto

Número de internados chegou a 320, sendo 108 em leitos de UTI

Bruno FerroPublicado em 11/01/2021 às 22:21Atualizado há 06/06/2021 às 13:45
Número de internados chegou a 320, sendo 108 em leitos de UTI (Pixabay/Banco de Imagens)

Número de internados chegou a 320, sendo 108 em leitos de UTI (Pixabay/Banco de Imagens)

A Secretaria de Saúde de Rio Preto confirmou nesta segunda-feira, 11, mais 400 casos de coronavírus registrados entre a sexta-feira, 8, e o domingo, 10. Também foram registradas mais nove mortes pela Covid, sendo seis na sexta-feira e três no domingo.

A taxa de positividade está aumentando, tanto entre os casos leves quanto entre os graves. Entre os pacientes que apresentam sintomas amenos, a cada cem exames, 34,7% têm resultado positivo para coronavírus, número próximo do que foi registrado no pico da pandemia. Dentre os casos graves, de pacientes que demandam internação, a taxa é de 82,1% - no pico, ela chegou a 73,3%.

A taxa de ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) está em 66,9% em Rio Preto. Segundo Andreia Negri Reis, gerente do Departamento de Vigilância Epidemiológica, a tendência é de aumento. Neste domingo, havia 320 pessoas internadas no município com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), sendo que 166 delas tinham Covid-19 confirmada (102 em enfermaria e 64 em UTI). Os outros pacientes tinham outros problemas pulmonares graves, sendo que alguns ainda aguardavam o teste de Covid.

Todos os índices (casos leves, graves e mortes) estão aumentando novamente. A média móvel (quantidade de casos confirmada nos últimos sete dias dividida por sete) está em 165. Há algumas semanas, chegou a 75.

"Cada vez mais as pessoas estão internando e muitas internações acabam evoluindo para morte", pontua a enfermeira. O número de casos leves aumentou em 10% entre as semanas do Natal e do Ano Novo, em uma velocidade maior do que teria acontecido se as famílias tivessem cumprido o isolamento social preconizado e as medidas de prevenção.

A Secretaria de Saúde ampliou o atendimento de casos leves, com a Unidade Básica de Saúde (UBS) Vila Mayor, que passou a atender exclusivamente pacientes com sintomas de coronavírus, e não descarta abrir mais leitos de enfermaria, provavelmente em uma unidade que esteja pronta, mas ainda não em funcionamento. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Jaguaré tinha a enfermaria mais uma vez lotada nesta segunda, depois de ter zerado a ocupação no setor em alguns dias.

No Departamento Regional de Saúde (DRS), que abrange 102 cidades, a ocupação de leitos de UTI está em 66% - quando chega a 70%, há chances de que a região migre para a fase laranja do Plano São Paulo, mais restritiva que a atual, a amarela. Na região, nesta segunda-feira, foram hospitalizados 95 pacientes, segundo dados do governo estadual. A variação semanal está em 10,8% - ou seja, a ocupação subiu mais de um ponto por dia na última semana.

"Temos um grande número de pessoas com risco de maior gravidade se tiver a doença independentemente da idade que tenha, então todo mundo tem que ficar muito atento e tomar muito cuidado para evitar se infectar", ressalta Andreia.

Leitos

Departamento Regional de Saúde (DRS) de Rio Preto até 11/1/2021 (inclui 102 cidades)

Ocupação de leitos na DRS Enfermaria: 50,6% UTI: 66,0% 95 novas internações em 11/1

Ocupação de leitos no Estado Enfermaria: 50,0% UTI: 65,4%

Internações de pacientes de Rio Preto em 10/1 320 pacientes Enfermaria: 212 UTI: 108

Hospitais de Rio Preto

Hospital de Base (inclui pacientes da região) Enfermaria (195 vagas): 109 pacientes (55,8% de ocupação) UTI (145 vagas): 97 pacientes (66,8% da ocupação)

Hospital da Criança Enfermaria (30 vagas): 3 pacientes UTI (14 vagas): 0

Santa Casa Enfermaria (59 vagas): 39 pacientes (66,1%) UTI (50 vagas): 42 pacientes (84%)

UPA Jaguaré UTI (30 vagas):16 pacientes Enfermaria (15 vagas): 15 pacientes

Operação flagra duas festas

Operação da Guarda Civil Municipal (GCM) de Rio Preto e da Vara da Infância e Juventude flagrou duas festas clandestinas entre a madrugada de sábado, 9, e a de domingo, 10, em Rio Preto. Cerca de 450 pessoas estavam nos dois eventos, incluindo menores de idade.

Na festa flagrada na madrugada de domingo, em uma chácara no bairro Jockey Club, foram encontradas 300 pessoas. O proprietário do local e o organizador do evento fugiram assim que as equipes de fiscalização chegaram.

Além do desrespeito à proibição determinada em decretos estadual e municipal, por conta do alto risco de contaminação pelo coronavírus, os organizadores também podem ser processados por permitirem a entrada de menores de 18 anos em um local com venda de bebida alcoólica.

Na outra festa, guardas e fiscais flagraram 150 jovens, em uma chácara no bairro Recreio da Felicidade, zona rural de Rio Preto.

Quando as viaturas chegaram, boa parte dos jovens fugiu do local da festa, em carros e motos, com medo de serem detidos. Foram encontradas bebidas alcoólicas, apreendidas pelos agentes Vara da Infância. Neste caso, o organizador da festa e o proprietário da chácara foram autuados.

Nos dois casos serão abertos inquéritos e posterior processos contra os donos dos recintos e organizadores das festas.

Guardas infectados

Dez guardas municipais de Rio Preto estão afastados preventivamente por contaminação. Um caso foi confirmado e nove ainda estão sob investigação, à espera de exames.

Correios tem dois infectados

Dois funcionários de dois centros de distribuição dos Correios de Rio Preto testaram positivo para a Covid-19. A informação é do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Rio Preto e região (Sintect), que pediu à direção estadual a realização de testagem de todos os trabalhadores ou o fechamento preventivo dos prédios por duas semanas.

O presidente do sindicato, Sérgio Pimenta, afirma que a testagem tem que ser feita o mais rápido possível porque os funcionários contaminados tiveram contato com outros trabalhadores.

"Como eles trabalhavam com a distribuição das correspondências, podem, de forma involuntária, ter passado o vírus para outros companheiros de trabalho por meio dos objetos que tocaram. O mais correto é fazer o teste em todo mundo, para que seja iniciado o tratamento médico o quanto antes", diz o sindicalista.

A preocupação de Pimenta também é extensiva aos parentes dos funcionários que podem ser contaminados, e alguns moram com pessoas com mais de 60 anos, grupo de risco para a doença.

Questionado, os Correios não informaram qual medida vão tomar. Em nota, afirmaram que acompanham a situação de saúde do efetivo e também atuam para garantir o funcionamento das atividades operacionais. A empresa afirmou que compartilha informações sobre seus funcionários apenas com as autoridades competentes. "Vale destacar que, ocorrendo a suspeita de contaminação por empregado dos Correios, a empresa coloca em prática, imediatamente, seu protocolo de medidas de prevenção à Covid-19. Além disso, de maneira contínua, os empregados são orientados quanto aos cuidados básicos de higiene e procedimentos de limpeza dos ambientes e equipamentos", afirma em nota. (MAS)

Coletiva trará mais dados

O governo de São Paulo vai apresentar na coletiva de imprensa da próxima terça-feira, 12, os dados de eficácia geral da Coronavac. Na última semana, a gestão João Doria afirmou que o imunizante apresentava 78% de eficácia contra casos leves da doença e 100% contra os quadros graves e moderados.

De acordo com o secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn, os dados sobre eficácia geral da Coronavac estão em posse exclusiva do Butantan e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). "As pessoas estão cobrando mais transparência, mas nem eu nem o governador sabemos qual é esse número", afirmou.

Na manhã desta segunda-feira, 11, a Coronavac foi aprovada na Indonésia, onde a taxa de eficácia geral, que leva em consideração todos os casos registrados durante a fase 3 de testes, ficou em 65,3%. O mínimo exigido pela Anvisa para que o imunizante seja aplicado no Brasil é de 50%.

(Agência Estado)

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por