Famerp aplica vacina contra Covid em 370 voluntários em Rio Preto

EM DOIS MESES

Famerp aplica vacina contra Covid em 370 voluntários em Rio Preto

Profissionais de saúde que queiram ser voluntários podem procurar a instituição


Maurício Nogueira, que coordena os testes na Famerp, mostra a vacina
Maurício Nogueira, que coordena os testes na Famerp, mostra a vacina - Guilherme Baffi 7/8/2020

Dois meses após o início dos testes da CoronaVac, a Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) aplicou, no total, 611 doses da vacina. No total, 370 pessoas receberam a primeira dose e, dessas, 241 já receberam a segunda - elas são aplicadas com pelo menos duas semanas de intervalo.

Segundo Maurício Lacerda Nogueira, virologista responsável pelo estudo, os efeitos colaterais serão avaliados pelo Instituto Butantan na análise interna, porém por enquanto nenhum dos voluntários apresentou nenhuma reação que chamasse atenção - todos os efeitos colaterais foram leves, dentro do previsto para uma vacina.

A Famerp ainda está recrutando voluntários. Podem se candidatar profissionais de saúde que estejam trabalhando no atendimento a pacientes com Covid-19 e que não tenham sido infectados pelo coronavírus nem tenham participado de outros estudos. Mulheres não podem estar grávidas nem planejando engravidar nos próximos três meses. Outra restrição é não ter doenças instáveis ou fazer uso de medicações que alterem a resposta imune.

As inscrições devem ser feitas em https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/vacina. No site, o candidato pode responder a algumas perguntas e verificar se tem o perfil necessário. As informações coletadas são sigilosas. Conforme os voluntários são selecionados, estão sendo vacinados pela Famerp.

O estudo é uma parceria com a farmacêutica Sinovac Life Science, da China. O objetivo desta fase de testes é comprovar se o produto é eficaz e seguro. O estudo está na fase três. Na primeira, foram testados 144 voluntários na China, adultos que foram monitorados de perto para avaliar a segurança. A segunda etapa, com 600 voluntários, também realizada na China, testou a segurança de forma mais detalhada e verificou a resposta imune dos participantes.

A CoronaVac é produzida com fragmentos desativados do coronavírus e, com a aplicação de duas doses, o sistema imunológico passaria a produzir anticorpos contra o agente causador da Covid-19. Os voluntários serão monitorados pelos centros de pesquisa, assim será possível verificar se quem tomou a vacina ficou protegido em relação a quem tomou o placebo.

Além da Famerp, outros onze centros no País serão responsáveis pelo estudo, que abrangerá 9 mil pessoas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Paraná e Rio Grande do Sul.

O acordo prevê que o Butantan receberá 60 milhões de doses da vacina da Sinovac. Comprovada a eficácia e segurança, elas serão disponibilizadas à população brasileira. Se a vacina for aprovada, Sinovac e Butantan vão firmar acordo de transferência de tecnologia para produção em escala industrial pelo Butantan e fornecimento gratuito à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

A Secretaria de Saúde de Rio Preto confirmou, entre domingo e segunda-feira, 12, que mais seis mortes foram causadas por coronavírus na cidade, totalizando 653 óbitos - foram três no domingo e três na segunda. Também foram contabilizados mais 256 casos positivos, 30 deles nesta segunda-feira, somando 24.228. A taxa de mortalidade está em 2,6%.

Neste final de semana, novas aglomerações foram registradas. "Se as regras não forem obedecidas, vai aumentar novamente, isso é que nem um mais um é igual a dois, disse o secretário de Saúde, Aldenis Borim, durante live na última sexta-feira, 9.

Ele voltou a pontuar que o aumento de casos leves de Covid-19 vai impactar na quantidade de casos graves, as chamadas síndromes respiratórias agudas graves (SRAG), que já acometeram 2.520 (10,5%) do total de 23.786 contaminados, e também no número de mortes.

A Secretaria de Saúde de Votuporanga confirmou mais três mortes por coronavírus: uma mulher de 73 anos, um homem de 62 e um idoso de 97. Todos estavam hospitalizados e tinham comorbidades. (MG)

Departamento Regional de Saúde (DRS) de Rio Preto até 11/10/2020 (inclui 102 cidades)

Ocupação de leitos na DRS

  • Enfermaria: 51,5%
  • UTI: 58,7%
  • 89 novas internações

no dia 11/10 Ocupação de leitos no Estado

  • Enfermaria: 33,3%
  • UTI: 42,9%

Internações de pacientes de Rio Preto em 8/10

  • 356 pacientes
  • Enfermaria: 219
  • UTI: 137

Hospitais de Rio Preto

Hospital de Base (inclui pacientes da região)

  • Enfermaria (195 vagas): 107 pacientes (54,8% de ocupação)
  • UTI (145 vagas): 89 pacientes (61,3% da ocupação)

Hospital da Criança

  • Enfermaria (30 vagas): 5 pacientes
  • UTI (14 vagas): 2

Santa Casa

  • Enfermaria (59 vagas): 38 pacientes (64,4%)
  • UTI (51 vagas): 44 pacientes (86,2%)

Hospital de Jaci

  • UTI (dez vagas): 5 pacientes
  • Enfermaria (22 vagas): 3 pacientes

UPA Jaguaré

  • UTI (30 vagas): 7 pacientes
  • Enfermaria (15 vagas): 11 pacientes

UPA Santo Antônio

  • UTI (8 vagas): 0 pacientes

UBS Anchieta

  • Enfermaria (20 vagas): 12 pacientes