Brasil é o país do G-20 com mais mortes

Proporcionalmente

Brasil é o país do G-20 com mais mortes


O Brasil se tornou neste domingo, 13, o país do G-20, o grupo das 20 principais economias mundiais, com o maior coeficiente de mortalidade por Covid-19, com 613,46 mortes por milhão de habitantes, de acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em nono nesse ranking no mundo, o País superou o Reino Unido e se aproxima do Equador (com 614,18).

O coeficiente de mortalidade é calculado dividindo o número total de óbitos pela Covid-19 no país pelo número total da população.A primeira morte por Covid-19 no Brasil foi anunciada em 16 de março.

Apesar de a média móvel do Brasil apresentar uma queda nas últimas semanas, saindo do patamar de mil casos em agosto e agora se aproximando de baixar dos 700, o coeficiente de mortalidade, que é cumulativo, só aumenta. Em maio, quando se alcançou a marca dos 10 mil mortos, estava na 33.ª posição por milhão de habitantes. Mais recentemente, na marca dos 100 mil mortos, o fato de o Brasil não estar no chamado "top 10" dessa análise foi destacado pelo Ministério da Saúde, quando confrontado com o fato de o Brasil só ficar atrás dos Estados Unidos quando se consideram números absolutos de óbitos e registros positivos.

Domingos Alves, professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, explica que a pandemia no Brasil continua ainda muito intensa. "O número de casos e óbitos tem permanecido num patamar elevado desde o começo do mês de junho. Em cima disso, existem as várias subnotificações e atrasos."

Pedro Hallal, reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e epidemiologista, vai na mesma linha e observa que falta testagem da população. "O Brasil é um dos poucos países do G-20 que não tem uma política eficiente de testagem e rastreamento dos contatos dos infectados", disse.