Região de Rio Preto tem 348 professores no grupo de risco para Covid

NA REDE ESTADUAL

Região de Rio Preto tem 348 professores no grupo de risco para Covid

Em Rio Preto, são 56 professores com mais de 60 anos na rede municipal


Volta às aulas poderá ocorrer em outubro: decisão será de cada cidade
Volta às aulas poderá ocorrer em outubro: decisão será de cada cidade - Guilherme Baffi

Há 20 anos como professor da rede pública de ensino, Manoel de Almeida Matos, de 62 anos, teve que se reinventar durante a pandemia para continuar ensinando seus alunos de forma remota. Ele é um dos 348 professores com mais de 60 anos da rede estadual de ensino do Noroeste paulista. Caso as aulas presenciais voltem neste ano, não poderá retornar para a sala de aula.

"Eu sou professor do grupo de risco, além de ter mais de 60 anos eu tenho diabetes e pressão alta. Não posso retornar nesse momento, mas também sou contra o retorno, porque coloca em risco todo mundo da escola", afirma o professor de história da escola Desolina Betti Gregori, de Irapuã.

Dados da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo, obtidos pelo Diário via Lei de Acesso à Informação, apontam que apenas na Diretoria de Ensino de Rio Preto, 130 professores têm mais de 60 anos. Ao todo na região, são pelo menos 348 profissionais que pertencem ao grupo de risco da Covid-19. Na rede municipal de ensino de Rio Preto, dos 2.229 docentes de educação básica I e II, 56 têm 60 anos ou mais. Os dados não contabilizam profissionais com menos de 60 anos que têm comorbidades.

Para especialistas em educação, essa informação seria primordial para decidir ou não sobre o retorno das aulas em cada cidade. Isso porque o Estado de São Paulo deixou para os municípios decidirem sobre o retorno ou não das aulas presenciais neste ano.

Na opinião da diretora executiva do sindicato dos professores de São Paulo (Apeosp), Maria José Cunha Carretero, a volta às aulas neste ano representa um risco tanto para os alunos quanto para os professores. "É um risco total. O gestor da escola tem que escolher qual vai ter ir na escola para cumprir esse mínimo permitido. Isso vai estar excluindo alguns. Nós somos contrários a volta às aulas esse ano porque estamos pensando em todo o pessoal de frente, de funcionário de escola a aluno também", disse.

Questionada sobre como será caso as cidades optem pela volta às atividades presenciais na região, a Secretaria Estadual da Educação disse que professores com mais de 60 anos não poderão voltar às aulas presenciais, mas não informou se contrataria ou não professores temporários para suprir a falta de 348 profissionais nas salas de aula da região.

Em decreto sobre os protocolos da retomada das aulas, o Estado diz que "os profissionais que se encontrem no grupo de risco, conforme normativa vigente da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, poderão participar das atividades presenciais mediante assinatura de termo de responsabilidade a ser disponibilizado na Secretaria Escolar Digital", diz trecho do decreto.

Em Rio Preto, por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que formou em 14 de julho uma Câmara de Planejamento, com representantes de vários segmentos da educação, saúde, escolas particulares, professores, coordenadores, diretores e supervisores para discutir sobre a retomada das atividades presenciais. "O trabalho desta Câmara foi voltado a avaliar os procedimentos e equipamentos necessários para a eventual volta às aulas, quando ocorrer, tanto para alunos quanto para professores e funcionários. As atividades presenciais de professores e funcionários continuarão sendo estabelecidas pelos protocolos das autoridades sanitárias. Eventuais necessidades de substituição de professores serão avaliadas no momento oportuno", destacou.

Nesta sexta-feira, 10, a Secretaria da Educação de Rio Preto promete divulgar o resultado de uma pesquisa feita com pais de alunos da rede municipal sobre o retorno das aulas na cidade. A pasta disse que o resultado será levado em consideração pelo Comitê.

Volta às aulas

  • Nesta semana, a partir do dia 8 de setembro, algumas regiões do Estado puderam reabrir as escolas para reforço e outras atividades - Rio Preto não pôde, porque passou para a fase amarela apenas no dia 4 de setembro
  • Em outubro, caso o Estado todo esteja na fase amarela, as aulas poderão voltar - o Estado deixou para os municípios decidirem sobre o retorno ou não

Caso as aulas voltem, um dos riscos é em relação aos professores:

  • 130 é o número de educadores com 60 anos ou mais apenas na rede estadual de na região Rio Preto - ou seja, estão no grupo de risco da Covid
  • 56 professores da rede municipal de Rio Preto também são idosos

Confira a quantidade do professores com mais de 60 anos por Diretoria Regional de Ensino

  • Catanduva: 42
  • Fernandópolis: 39
  • Jales: 54
  • José Bonifácio: 51
  • Votuporanga: 32

Fontes: Secretaria de Estado da Educação e Secretaria Municipal de Educação