Número de passageiros sobe e Secretaria aumenta frota em Rio Preto

TRANSPORTE PÚBLICO

Número de passageiros sobe e Secretaria aumenta frota em Rio Preto

Nesta quarta-feira, 9, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes anunciou aumento da quantidade de ônibus para tentar evitar veículos lotados


Terminal rodoviário de Rio Preto
Terminal rodoviário de Rio Preto - Johnny Torres 30/11/2019

A maior reabertura do comércio de Rio Preto, após a região passar da fase laranja para amarela, contribuiu para aumentar em 16% o número de passageiros no transporte público da cidade - comparando os dados desta terça, 8, com a anterior. Nesta quarta-feira, 9, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes anunciou aumento da quantidade de ônibus para tentar evitar veículos lotados.

Durante a fase laranja, o comércio funcionava de quarta a sábado, com horário restrito. No dia 1º de setembro, terça-feira da semana passada, foram transportadas 44.671 pessoas, mas na terça-feira, 8, primeiro dia útil da fase amarela, a quantidade subiu para 51.796 passageiros, ou seja, 7.098 pessoas a mais. O aumento, porém, é menor em relação à quarta-feira, 2, quando foram transportados 51.465 pessoas.

O consórcio de empresas de ônibus de Rio Preto, Riopretrans, informou que readequou horários e reforçou a oferta nas linhas com os maiores níveis de ocupação, gerados com abertura de mais setores da economia da cidade, principalmente restaurantes e bares.

No total, foram incluídas 22 rodadas nos horários de pico, de manhã e de tarde, das 12 linhas com maior índice de ocupação.

As linhas que serão alteradas serão Duas Vendas, Parque Cidadania, Distrito Industrial, Avenida Mirassolândia, Solo Sagrado via Mirassolândia, Parque Nova Esperança, Parque Dignidade, São Francisco, Cidade Jardim, Nova Esperança-Distrito Industrial, Interbairro Zona Norte-Zona Sul e Região Norte-Damhas.

O secretário de Transportes, Amaury Hernandes, afirma que atualmente, as empresas Circular Santa Luzia e Expresso Itamarati estão com 80% da frota circulando. "Estamos em monitoramento diário da quantidade de passageiros para saber quais as linhas que precisam de mais ônibus. Novas alterações poderão serem feitas ao longo da semana", avisa o secretário.