Cidades da região de Rio Preto registram 23 autuações no 'feriadão'

DESRESPEITO A DECRETOS

Cidades da região de Rio Preto registram 23 autuações no 'feriadão'

Punições foram aplicadas em Rio Preto, Olímpia, Pereira Barreto e Mendonça


Fiscalização em Pereira Barreto durante o feriado da Independência
Fiscalização em Pereira Barreto durante o feriado da Independência - Arquivo Pessoal

O feriado prolongado resultou em 23 autuações em Rio Preto e nas cidades turísticas da região por desrespeito a decretos municipais em combate à Covid-19. As autuações foram por aglomeração de pessoas, não utilização de máscara, locação de imóvel para evento e até funcionamento de estabelecimentos comerciais fora do horário permitido na cidade.

Em Rio Preto, entre sábado, 5, e essa segunda-feira, 7, a Vigilância Sanitária aplicou sete autuações. Os estabelecimentos autuados foram dois bares (Jardim Simões e Vetorazzo), uma barbearia (Santo Antonio), uma quadra de futebol (Eldorado), uma pizzaria (Jardim Maceno), uma festa de casamento (chacará na região dos Damhas) e uma escola de curso técnico de mecânica (Jardim Santa Catarina). Em nenhum dos casos houve interdição.

Segundo a Vigilância, os dois bares, a pizzaria, a barbearia e a escola foram autuados por conta de funcionar em horário não permitido. Já no caso do casamento, que ocorreu no sábado, 5, o desrespeito foi pela realização de festa com convidados, o que é proibido por enquanto. A equipe informou que quando chegou ao local o evento já havia terminado, o que resultou em autuação para os organizadores. Ao todo, desde o início da pandemia 999 autuações por desrespeito a decretos municipais foram aplicadas em Rio Preto.

Outra cidade que também reforçou a fiscalização foi Olímpia, mesmo com os parques aquáticos da cidade fechados. Segundo a prefeitura, durante o feriado, foram nove multas aplicadas na cidade, sendo duas por não utilização de máscara, seis por consumo de bebida alcoólica próximo a bares - na cidade, um decreto proíbe o consumo em espaços públicos -, uma por locação de imóvel para evento e uma autuação por uso irregular do passeio público. "Houve também averiguação de denúncias de locação de casas de temporada, não tendo identificado outras irregularidades, no que se refere a lotação ou ausência de Registro de Hospedagem Caseira (RHC) nos casos apurados", informou a prefeitura, por meio de nota.

Em Pereira Barreto, a Secretaria Municipal de Saúde e de Finanças reforçaram a fiscalização para evitar aglomerações em residências, ranchos, tablado e na praia Pôr do Sol". Ao todo no feriado, foram realizados três autuações: uma para um cidadão que descumpriu as regras de prevenção promovendo aglomeração na praia, com multa no valor de R$ 1.250,00. Enquanto as outras duas autuações foram aplicadas a dois comerciantes que insistiram em permanecer com os estabelecimentos abertos com atendimento presencial após as 22h, o que infringe decreto municipal sobre o horário de funcionamento.

Já em Mendonça, foram aplicadas quatro autuações por aglomeração durante o feriado. A cidade também interditou a prainha às margens do rio Tietê.

Em Santa Fé do Sul, Ibirá, Mira Estrela e Guaraci, as prefeituras informaram que não foi aplicado nenhuma autuação durante o feriado prolongado. Em Sales, a pasta informou que chegou a fazer autuações, mas que os dados só serão divulgados nesta quarta-feira, 9.