Rio Preto registra um óbito pela Covid a cada 3 horas

PANDEMIA

Rio Preto registra um óbito pela Covid a cada 3 horas

Nos últimos sete dias, foram 58 mortes - média de oito por dia


Coronavírus
Coronavírus - Fotos: Pixabay/Divulgação

A Secretaria de Saúde confirmou entre este domingo e segunda-feira, dias 6 e 7 de setembro, mais 217 casos de coronavírus e 16 mortes pela doença, totalizando 18.503 casos e 486 mortes. A média móvel de casos da última semana ficou em 220 ocorrências positivas por dia e a de mortes em 8,29 - é a maior média de óbitos da cidade desde o início da pandemia, equivalente a uma morte a cada três horas. Até a última sexta-feira, 4, o número de curados da doença em Rio Preto estava em 15.795.

A Secretaria de Saúde fala em redução no número de casos, com menos notificações de casos leves e graves sendo feitas a cada semana, porém a quantidade de óbitos continua elevada - conforme os membros do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, isso é um reflexo do pico das notificações, ocorrido há algumas semanas, já que os pacientes demoram alguns dias para apresentar os sintomas graves (sendo o principal falta de ar) e semanas para morrerem.

Segundo o secretário de Saúde, Aldenis Borim, a expectativa é que nos próximos dias, com a diminuição de casos graves, a quantidade de pessoas internadas e de óbitos diminua. Na quinta-feira, 3, havia 343 rio-pretenses hospitalizados com síndrome respiratória aguda grave (SRAG),sendo que 208 estavam com coronavírus confirmado.

Ainda assim, o secretário alertou na última sexta-feira, dia 4, que o vírus ainda está circulando na cidade. Mesmo com a maior flexibilização econômica permitida pela fase amarela do Plano São Paulo, para a qual a região migrou no sábado, é preciso que a população continue tomando as medidas de segurança: distanciamento social, higienização das mãos, uso de máscaras e permanecer em casa quando possível.

Região

A região registrou mais sete mortes por coronavírus entre domingo, 6, e essa segunda-feira, 7. Em Catanduva, a Secretaria da Saúde confirmou a 108° óbito. A vítima é um homem de 51 anos que estava internado no Hospital Emílio Carlos.

Em Votuporanga, uma mulher de 70 anos morreu neste domingo. A cidade contabiliza 72 óbitos. Já em Jales, a Secretaria da Saúde confirmou três mortes: duas mulheres que morreram no dia 5, sendo uma de 53 e outra de 70 anos e um homem de 50, que estava internado na Santa Casa.

Outra cidade que confirmou mortes foi Santa Fé do Sul: uma idosa de 73 anos que morreu no último dia 5, e uma de 94 anos.

O Hospital de Base e o Hospital da Criança e Maternidade de Rio Preto ultrapassaram a marca de mil altas médicas em casos de Covid-19 nesta segunda-feira, 7. São pacientes de 105 cidades que já passaram pelo hospital desde o início da pandemia, se recuperaram da doença e foram liberados.

Rio Preto é a cidade com a maior parte dos pacientes que ficaram internados no hospital, seguida de Mirassol, Guapiaçu e Tanabi. Além de moradores da região, pacientes de outras regiões de São Paulo e até de outros Estados estão na lista de atendidos: foram 1,5 mil internações até aqui.

Segundo a Funfarme, além da região, pacientes de São Paulo, Itapagipe (MG), Belém (PA), Jacundá (PA), e Jacobina (BA), entre outras cidades do País, ficaram internados no hospital. São pessoas que estavam na região, passaram mal e ao procurarem ajuda no hospital descobriram o diagnóstico da Covid-19, sendo necessário ficarem internados.

Nesta segunda-feira, 7, boletim divulgado pelo hospital apontou que 232 pacientes permanecem internados com Covid-19, sendo 112 em leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid e 120 na enfermaria. No total, o HB possui 145 leitos de UTI e 195 de enfermaria. No HCM, são 14 leitos de UTI (com dois ocupados) para Covid e 30 de enfermaria (três ocupados).

Departamento Regional de Saúde (DRS) de Rio Preto até 7/9/2020 (inclui 102 cidades)

Ocupação de leitos na DRS

  • Enfermaria: 48,7%
  • UTI: 69,7%
  • 73 novas internações no dia 7/9

Ocupação de leitos no Estado

  • Enfermaria: 38,4%
  • UTI: 53,5%

Internações de pacientes de Rio Preto em 3/9

  • 343 pacientes
  • Enfermaria: 221
  • UTI: 122

Hospitais de Rio Preto

Hospital de Base (inclui pacientes da região)

  • Enfermaria (195 vagas): 120 pacientes (61,5% de ocupação)
  • UTI (145 vagas): 112 pacientes (77,2% da ocupação)

Hospital da Criança

  • Enfermaria (30 vagas): 3 (10%)
  • UTI (14 vagas): 2 pacientes (14,2%)

Santa Casa

  • Enfermaria (59 vagas): 45 pacientes (76,2%)
  • UTI (45 vagas): 38 pacientes (84,4%)

Hospital de Jaci

  • UTI (dez vagas): 4 pacientes
  • Enfermaria (22 vagas): 5 pacientes

UPA Jaguaré

  • UTI (30 vagas): 1 pacientes
  • Enfermaria (15 vagas): 12 pacientes

UPA Santo Antônio

  • UTI (8 vagas): 1

UBS Anchieta

  • Enfermaria (20 vagas): 9 pacientes

Nesta segunda, 7, a ocupação de leitos de UTI do Departamento Regional de Saúde (DRS) ficou em 69,7%. Importante lembrar que a queda não reflete apenas altas médicas de pacientes que melhoraram, mas também óbitos - por isso os leitos ficaram livres. Foram contabilizadas também 73 internações na região nesta segunda.

Na sexta-feira, poucas horas após o anúncio de que a região poderia migrar para a fase amarela, a ocupação de leitos havia subido para 75,1%, conforme dados oficiais do Governo do Estado. Só foi possível baixar a ocupação de leitos o suficiente para avançar para a faixa amarela depois que a Secretaria de Saúde de Rio Preto negociou a abertura de mais leitos na Santa Casa, no Hospital de Base e no Austa. (MG)