Anvisa publica regras de venda de remédios

Cloroquina e ivermectina

Anvisa publica regras de venda de remédios


Hidroxicloroquina
Hidroxicloroquina - Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estabeleceu regras de controle para venda da cloroquina, hidroxicloroquina, nitazoxanida e ivermectina - os medicamentos têm sido usados no tratamento de Covid-19. A norma foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira, 23. De acordo com a Agência, essa lista poderá ser revista a qualquer momento para a inclusão de novos medicamentos, caso seja necessário.

A compra desses produtos em farmácias e drogarias somente poderá ocorrer mediante apresentação da receita médica em duas vias, devendo a primeira via ser retida no estabelecimento. Cada receita terá validade de 30 dias, a partir da data de emissão, e poderá ser utilizada apenas uma vez.

O objetivo da norma é coibir a compra indiscriminada de medicamentos que têm sido amplamente divulgados como potencialmente benéficos no combate à infecção humana pelo coronavírus, embora ainda não existam estudos conclusivos sobre o uso desses fármacos para o tratamento da Covid-19.

A medida visa também manter os estoques destinados aos pacientes que já possuem indicação médica para uso desses produtos, uma vez que os fármacos elencados na Resolução são usados no combate e controle de outras doenças, como a malária (cloroquina e hidroxicloroquina); artrite reumatoide, lúpus e outras (hidroxicloroquina); doenças parasitárias (nitazoxanida); e tratamento de infecções parasitárias (ivermectina).

Conforme levantamentos do Diário, tanto a cloroquina quanto a ivermectina estavam com procura alta nas farmácias nos últimos meses.

A Anvisa disponibiliza em seu site orientações para farmácias e drogarias.