Rio Preto registra 5 mortes e 287 casos de Covid-19

PANDEMIA

Rio Preto registra 5 mortes e 287 casos de Covid-19

Secretário acredita que cidade já atingiu o pico e números devem cair em 15 dias


UPA Jaguaré tem 30 leitos para pacientes com Covid
UPA Jaguaré tem 30 leitos para pacientes com Covid - Ivan Feitosa/PREF.RIO PRETO

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto registrou nesta quinta-feira, 23, mais cinco mortes e 287 casos positivos de Covid-19. Com as novas confirmações, Rio Preto chega a 187 óbitos e 6.809 pessoas infectadas por coronavírus. Há sete semanas com cerca de 30% dos testados com resultados positivos para o vírus, o secretário de Saúde, Aldenis Borim, afirma que a pandemia se estabilizou.

"Está no platô (estabilização no pico)", afirma o secretário. Segundo Borim, a porcentagem de casos é o termômetro mais fiel da incidência da doença, uma vez que independe da quantidade de testes realizados. "Quando começarmos a testar mais, vai haver um aumento de casos, mas nós vamos acompanhar essa curva de porcentagem", explicou.

Essa estabilidade no pior momento da pandemia, segundo o secretário, ainda deve perdurar até a primeira quinzena de agosto. "Se manter as regras de distanciamento, as pessoas ficando em casa quando não precisam sair e durante os fins de semana, entre 15 e 20 dias a gente espera ver essa curva começar a cair", disse.

O secretário afirma que não há uma previsão de volta ao normal, por enquanto, uma vez que o comportamento do coronavírus ainda é desconhecido. "É difícil falar, mas, com certeza, no final do ano vamos estar na faixa verde (liberação de todos os serviços, com restrição), no mínimo", afirma. Borim não comentou sobre quando a cidade deve alcançar a fase azul do plano de reabertura, pela qual todos os serviços são liberados para voltar à normalidade. Até esta quinta, 23, Rio Preto está na fase laranja. Uma nova divulgação de fases pelo governo do Estado deve ocorrer nesta sexta-feira, 24.

Rio Preto registra atualmente 4.295 recuperados.

Mais testes

Nesta quinta-feira, a Secretaria de Saúde anunciou mais 27.819 testes sorológicos para serem utilizados entre o final deste mês e agosto. Os novos exames serão destinados para trabalhadores da saúde, agentes da Guarda Civil Municipal, funcionários do transporte público, comunicantes assintomáticos e para a população carcerária. Hospitais e novos locais para testagens serão responsáveis pelas novas testagens. "A Secretaria está contratando hospitais e locais para fazer as testagens", afirmou Borim.

De acordo com o secretário, há uma preocupação em relação aos casos leves de Covid-19, uma vez que na observação das curvas da pandemia no município, a curva dos óbitos acompanha a curva dos casos leves. "As mortes acompanham a linha de casos leves, os quais podem complicar e levar o paciente a óbito", afirma. "(Os casos leves) Servem como um marcador", explica.

Nesta quinta-feira, a Saúde ainda destacou o fato de 66% dos casos estarem na faixa etária dos 20 aos 49 anos. Nesse grupo, as pessoas entre 30 e 39 anos são as que mais estão adoecendo de Covid-19 - eles representam 26,78% dos infectados. "São pessoas que estão no mercado (de trabalho), com certeza está se contaminando", disse.

Mirassol registrou o recorde de novos casos em um único dia: 29 confirmações nesta quinta-feira, 23. Não houve atualização de óbitos - a cidade tem 11 até o momento.

Um óbito por coronavírus foi confirmado em Santa Fé do Sul nesta quinta, chegando a 15 mortes. A vítima era um idoso de 85 anos, com comorbidades, que estava internado na Santa Casa do município.

Barretos registrou a 66º morte na quarta-feira, 22, em um homem de 60 anos que tinha comorbidades. A cidade tem 1.935 casos confirmados e 1.511 recuperados.

Mais uma morte também foi confirmada em José Bonifácio, chegando a nove. Um idoso de 90 anos não resistiu à doença.

Em Ilha Solteira, o segundo óbito foi registrado. As informações sobre o paciente não foram reveladas.

Mais três óbitos foram confirmados em Votuporanga: dois homens, um de 46 e outro de 67 anos, com comorbidades, e uma idosa de 86 anos. São 33 mortes no total.

Em Fernandópolis, foram divulgados mais dois óbitos, totalizando 17. A primeira vítima é uma idosa de 81 anos que faleceu no dia 12 de julho. O óbito teria sido contabilizado para Votuporanga, visto que os familiares residem na cidade, mas a idosa morava em um asilo em Fernandópolis. Com isso, houve a alteração do endereço. A segunda vítima é um idosos de 86 anos.

Pirangi registrou o quinto óbito por coronavírus. A vítima era um idoso de 67 anos que tinha comorbidades.

Catanduva confirmou a 38ª morte - um homem de 60 anos, que estava internado no hospital Emílio Carlos. A cidade tem 1.286 confirmações.

(Colaborou Ingrid Bicker)

RIO PRETO

  • 6.809 casos confirmados
  • 187 mortes
  • 293 internados (incluindo casos positivos e suspeitos)
  • 4.295 recuperados

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto

REGIÃO

  • 21.713 casos confirmados
  • 603 mortes
  • 14.627 recuperados

Fonte: Secretarias Municipais de Saúde

ESTADO

  • 452.007 casos confirmados
  • 20.894 mortes
  • 302.176 recuperados

Fonte: Governo do Estado

BRASIL

  • 2.287.475 casos confirmados
  • 84.082 mortes
  • 1.570.237 recuperados

Fonte: Ministério da Saúde

MUNDO

  • 15.317.997 casos confirmados
  • 625.852 mortes
  • 8.721.415 recuperados

Casos confirmados e mortes

  • Estados Unidos: 4.038.967 e 145.384
  • Brasil: 2.287.475 e 84.082
  • Índia: 1.288.130 e 30.645
  • Rússia: 795.038 e 12.892
  • África do Sul: 408.052 e 6.093
  • Peru: 366.550 e 17.455
  • México: 362.274 e 41.190
  • Chile: 336.402 e 8.722
  • Reino Unido: 300.000 e 45.554
  • Irã: 284.034 e 15.074

O número de rio-pretenses internados por gripe nos hospitais públicos e privados da cidade ficou em 293, segundo boletim divulgado nesta quinta-feira, 23. Entre suspeitos e confirmados com Covid, 123 pessoas estão hospitalizadas em leitos de UTI e outros 170 estão em enfermaria. Desse total, 164 possuem testes positivo para coronavírus - 83 estão internados em alas de UTI e 81 em leitos clínicos, de enfermaria.

Em relação à taxa de ocupação, na Santa Casa, onde o Sistema Único de Saúde (SUS) atende apenas pacientes de Rio Preto, a taxa de internação na UTI está em 84,2% e 76,6% da enfermaria estão ocupados. No Hospital de Base, com SUS para Rio Preto e outras 101 cidades, 89,7% da UTI e 41,7% da enfermaria estão ocupados.

Na soma com os hospitais particulares, esta última semana de pandemia registrou uma taxa de ocupação de 89%. Na semana anterior, esse percentual de ocupação era de 87%. No entanto, com o uso dos novos 40 leitos com respiradores - 10 em Jaci e 30 na UPA Jaguaré - esse percentual caiu para 54%, segundo o secretário de Saúde, Aldenis Borim. Taxa que pode manter a cidade na fase laranja, do plano de reabertura do Estado. "Existe de imediato a possibilidade de ampliação de 20 leitos. Precisaríamos de insumos e equipamentos, o que está sendo estudado", afirmou.

Ampliação de horário

Rio Preto terá três unidades de saúde exclusivas para problemas respiratórios com atendimento até as 22h. A UBS do bairro Estoril e as unidades básicas de saúde da família (UBSF) do Solo Sagrado e da Vila Mayor funcionarão das 7h às 22h e, inclusive, durante os fins de semana.

Os postinhos do Anchieta, Lealdade e Amizade, Vetorazzo, Caic/Cristo Rei e do Santo Antônio continuam atendendo das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira. Os atendimentos de sintomas respiratórios de crianças estão concentrados na Faceres, no anexo da UBS do Santo Antônio.

Em relação às Unidades de Pronto Atendimento (UPA), a do Jaguaré foi transformada em hospital de Covid-19 com 30 leitos com respiradores. "Está atuando com médicos intensivistas, profissionais habilitados, com todas as normas exigidas. Não é um puxadinho", afirmou Borim.

As UPA(s) Tangará e Vila Toninho continuam como unidades mistas. Já a UPA Norte e a UPA Santo Antônio estão abertas apenas para atendimentos de emergências não relacionadas a síndromes respiratórias. (FP)

Departamento Regional de Saúde (DRS) de Rio Preto até 22/7/2020 (inclui 102 cidades)

Ocupação de leitos na DRS

  • Enfermaria: 52,4%
  • UTI: 77,9%
  • 68 novas internações no dia 22/7

Ocupação de leitos no Estado

  • Enfermaria:
  • Enfermaria: 52,4%
  • UTI: 66,2%

Internações de pacientes de Rio Preto em 22/7

  • 293 pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 164 deles com Covid-19 confirmada
  • Enfermaria: 170
  • UTI: 123

Hospitais de Rio Preto

Hospital de Base

  • Enfermaria: 117 pacientes (41,7%)
  • UTI: 105 pacientes (89,7%)

Santa Casa

  • Enfermaria: 46 pacientes (76,6%)
  • UTI: 32 pacientes (84,2%)
Guilherme Baffi/Arquivo

O Hospital de Base de Rio Preto informou que o diretor-executivo da Funfarme, doutor Jorge Fares, foi reinternado na tarde desta quinta-feira, 23. A equipe médica do HB avaliou clinicamente o paciente e optou por reinterná-lo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para investigação diagnóstica. O estado de saúde é estável.

Fares havia tido alta na manhã desta quinta-feira, mas voltou ao hospital após sentir desconforto respiratório em sua casa.

O médico foi diagnosticado com Covid-19 no dia 18 de junho e internado na UTI no dia 20 de junho. Ele tem 65 anos e foi encaminhado para a UTI devido a sua idade e porque apresentou níveis baixos de oxigenação no sangue. No dia 7, os médicos chegaram a tirar o tubo respiratório de Fares, mas voltaram a intubá-lo. Após melhora progressiva, ele chegou a ter alta nesta quinta e, segundo o HB, permaneceria em casa, onde continuaria o programa de reabilitação física, sob orientação de fisioterapeuta, nutricionista e fonoaudióloga.

O médico comanda o complexo hospitalar que inclui o Hospital de Base e o Hospital da Criança e Maternidade, além do Instituto Lucy Montoro e o Hemocentro.