MEC adia em uma semana as inscrições para o Fies

EDUCAÇÃO

MEC adia em uma semana as inscrições para o Fies

Para se inscrever no Fies, o candidato deve ter feito algumas das edições do Enem entre 2010 e 2019


Para obter o benefício, o estudante deverá manifestar interesse ao banco por meio dos canais de atendimento criados para essa finalidade
Para obter o benefício, o estudante deverá manifestar interesse ao banco por meio dos canais de atendimento criados para essa finalidade - Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) adiou para 28 a 31 de julho as inscrições para Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2020. A previsão era iniciar as inscrições na terça-feira, 21. Segundo o MEC, a alteração se deu após a pasta identificar inconsistências no processamento de distribuição das vagas ofertadas pelas instituições de ensino superior. Os estudantes terão direito de escolha entre as vagas ofertadas por todas as instituições de ensino superior que aderiram ao processo seletivo do 2º semestre do Fies.

Para se inscrever no Fies, o candidato deve ter feito algumas das edições do Enem entre 2010 e 2019 e ter média superior a 450 pontos nas provas e a 400 na redação, além de renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa (per capita). No momento da inscrição, os candidatos devem escolher até três opções de curso/turno/local de oferta do financiamento. As opções podem ser alteradas durante o prazo de inscrições, que podem ser feitas no site www.fies.mec.gov.br.

Unicamp

A Unicamp não vai ter ingresso de estudantes pelo Enem em 2021, segundo anunciado nesta quarta-feira, 22. A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) afirmou que não seria possível receber os resultados do exame nacional a tempo para as matrículas. Por conta da pandemia, o Enem foi adiado para os dias 17 e 24 de janeiro e os resultados saem em 29 de março, enquanto a primeira chamada do vestibular da universidade será em 10 de março.