Fundação Casa de Rio Preto chega a 42 ocorrências de Covid-19

INFECTADOS

Fundação Casa de Rio Preto chega a 42 ocorrências de Covid-19

A contaminação na Fundação começou com a chegada de um adolescente de Santa Fé do Sul com sintomas da doença


Testes de Covid realizados em internos e funcionários da Fundação Casa
Testes de Covid realizados em internos e funcionários da Fundação Casa - Divulgação

Desde o primeiro caso de Covid-19, em 16 de junho, a Fundação Casa de Rio Preto conta com 42 infectados na instituição. Vinte e sete casos são de adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa e outros 15 são de servidores - um deles está internado na UTI. Segundo a Fundação, 17 internos foram liberados pelo Judiciário para isolamento domiciliar. Outros 12 jovens infectados continuam na Fundação e estão isolados em espaço específico (a instituição não informou onde).

A contaminação na Fundação começou com a chegada de um adolescente de Santa Fé do Sul com sintomas da doença. O jovem chegou a ficar isolado em um banheiro, como medida de restrição - situação que provocou o afastamento do diretor da unidade e está sendo investigada pelo Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate ao Coronavírus. Na ocasião, 156 pessoas - 50 internos, 95 servidores e 11 funcionários terceirizados - passaram por testes rápidos e testaram negativo.

Em 22 de junho, mais 14 adolescentes apresentaram sintomas de gripe - seis testaram positivo e nove aguardam resultado do exame PCR. Da última semana para cá, outros 14 jovens também apresentaram sintomas. Do total, 29 internos foram examinados, dois testaram negativo e 27 positivo para o coronavírus.

Até nesta terça-feira, 30, testaram positivo também 15 servidores. Outros quatro foram submetidos ao PCR e aguardam resultado. "Seguindo provimento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Judiciário está sendo informado dos casos", informou a Fundação.

Segundo a nota, a Fundação Casa criou o "Canal da Família" para manter conversas com familiares dos adolescentes em medida socioeducativa. O Canal está disponível no site da Fundação e pelos telefones 0800 777 3272 (ligação gratuita) ou (11) 2927-9950.