Região registra mais 22 óbitosRegião registra mais 22 óbitos

Além de Rio Preto, a região confirmou entre o final de semana e essa segunda-feira, 29, mais 22 mortes por coronavírus. Os óbitos aconteceram em Novo Horizonte, Cardoso, Fernandópolis, Votuporanga, Barretos, Catanduva, Mendonça, Santa Fé do Sul, Estrela d'Oeste, Pirangi, Ibirá e José Bonifácio.

Em Novo Horizonte e Cardoso, foram confirmados no final de semana as primeiras mortes por Covid-19. Em Cardoso, a vítima é um homem de 75 anos que morreu no sábado, 27. Já em Novo Horizonte, a paciente é uma idosa de 68 anos que estava internada na Santa Casa. Os dois pacientes apresentavam comorbidades.

Em Catanduva, no sábado, foi confirmada a morte por Covid de uma idosa de 64 anos. Já nesta segunda-feira, 29, a vítima foi um idoso de 65, que estava internado no Hospital São Domingos. Ao todo, Catanduva já tem 24 mortes pela doença.

Barretos também viu o seu número de mortes saltar nos últimos três dias. A cidade confirmou mais 10 mortes e chegou 38 óbitos pela doença desde o início da pandemia. O perfil dos pacientes não foi informado pela prefeitura.

Em Votuporanga, no domingo, 28, a Secretaria da Saúde registrou o 13° óbito. Segundo a pasta, a vítima é um homem de 49 anos, que apresentava comorbidades. Ele estava hospitalizado e apresentou o início dos sintomas no dia 24 de junho.

Já em Santa Fé do Sul, a terceira vítima de Covid-19 é um idoso de 83 anos. Também foi confirmado nesta segunda-feira, 29, a segunda morte por coronavírus em Ibirá. A vítima foi uma mulher de 36 anos, que tinha câncer, e estava no Hospital de Base de Rio Preto. Ela morreu no domingo, 28.

Mendonça, que na semana passada decretou toque de recolher, confirmou a terceira morte. A vítima foi um idoso de 79 anos, que estava internado há 30 dias após ter testado positivo para a doença. A esposa dele também morreu no último dia 3 de junho por Covid-19.

Segundo a Secretaria da Saúde, a terceira vítima de coronavírus em José Bonifácio foi um idoso de 79 anos, que tinha comorbidades. Já em Estrela d'Oeste, a sexta vítima foi o professor de basquete João Baptista Siqueira, conhecido como Zan. Ele tinha 83 anos e estava internado com Covid-19 desde o dia 20 de junho. Considerado uma lenda do basquete regional, o professor Zan foi um dos responsáveis por popularizar o esporte no interior paulista na década de 1970.

Foram confirmadas mortes em Fernandópolis e Pirangi, mas o perfil dos pacientes não foi informado até o fechamento desta reportagem. (RC)