Por rotatividade, vagas da Área Azul ganham números em Rio Preto

TRÂNSITO

Por rotatividade, vagas da Área Azul ganham números em Rio Preto

Com a numeração, fiscalização do cumprimento do horário será facilitada


Parte da numeração das vagas já foi pintada nas ruas do Centro e da Redentora
Parte da numeração das vagas já foi pintada nas ruas do Centro e da Redentora - Guilherme Baffi 25/6/2020

A Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb) iniciou a pintura da numeração das vagas destinadas à Área Azul, localizadas na região central e no bairro Redentora, em Rio Preto. O serviço faz parte do projeto de modernização do controle de estacionamento rotativo. O objetivo é facilitar para o usuário a localização das vagas disponíveis em tempo real por meio do sistema online da Área Azul, o Estacione Digital.

O mapeamento também irá facilitar a fiscalização dos motoristas que excederem o período máximo de estacionamento - duas horas para a região central e três horas na redentora - já que não será possível acrescentar tempo extra por meio do aplicativo, para incentivar a rotatividade.

O trabalho de identificação das vagas estava previsto para ter início no mês de março, mas foi adiado devido à pandemia. De acordo com a Emurb, 50% dos espaços já receberam a numeração. A Área Azul de Rio Preto tem mais de três mil vagas, sendo 1.495 na Redentora e 1.574 no Centro.

A expectativa é de que o sistema que proporciona a localização das vagas esteja disponível para os motoristas entre os meses de outubro e novembro, afirma o presidente da Emurb, Rodrigo Juliano. "O sistema já está preparado e pronto, mas queremos fazer um trabalho educativo para que os motoristas possam se acostumar e consigam entender esse sistema", destaca.

Com esse maior monitoramento, a empresa espera reforçar a fiscalização dos locais mais disputados pelos motoristas e, assim, garantir maior rotatividade de veículos. "Antes da modernização nós tínhamos uma rotatividade por vaga de 25% por amostragem. Hoje, ela é de 40% e com essa identificação das vagas nós vamos chegar a quase 100% de certeza que as vagas estarão sendo utilizadas dentro da estrutura", explica Juliano.

Atualmente, segundo a empresa responsável pela administração da Área Azul, apenas 0,7% dos motoristas que utilizam a Área Azul são multados por desrespeitarem o limite máximo de tempo. Juliano destaca que o número baixo é devido a preferência da empresa por uma advertência educativa, ao invés da punitiva. "Nós fazemos a comunicação da tolerância e a pessoa tem o tempo de se regularizar. O trabalho vem sendo bastante efetivo e a numeração das vagas vai fazer com que a gente seja mais efetivo ainda", afirma.

A identificação também poderá otimizar os espaços ocupados pelos veículos e garantir que os motoristas não ocupem mais de uma vaga. "A rua Voluntários de São Paulo, por exemplo, tinha uma delimitação em que as pessoas iam parando do jeito que queriam", conta Juliano. "Assim, uma pessoa podia não conseguir estacionar por falta de espaço. Hoje, as vagas demarcadas vão fazer com que a pessoa estacione dentro do espaço limite e que a gente consiga ter uma organização melhor da utilização dos espaços", finaliza.