Plataforma orienta alunos para o Enem

EDUCAÇÃO

Plataforma orienta alunos para o Enem

Data do exame deste ano ainda não foi definida pelo MEC


MEC adiou a prova do Enem e faz enquete para decidir nova data
MEC adiou a prova do Enem e faz enquete para decidir nova data - Reprodução

Alunos que estão matriculados nos últimos anos do ensino médio na rede estadual de ensino de São Paulo ganharam mais um recurso para se preparem para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Isso porque a Secretaria Estadual da Educação lançou uma plataforma com todo o material pedagógico utilizado nas aulas preparatórias transmitidas pelo Centro de Mídias de São Paulo (CMSP).

A estudante do terceiro ano do ensino médio Luana Ferraz Gomes, de 18 anos, é uma das alunas que tem se preparado para a prova, mas que ainda não conhece a plataforma. "Confesso que está sendo bem difícil, por conta de ter bastante conteúdo do ensino médio, não dando tempo para gente focar no Enem", disse a aluna.

Luana sonha em ingressar na faculdade para cursar Direito ou Psicologia, cursos que são extremamente concorridos e demandam muita dedicação dos estudantes. Ela conta que teme ser prejudicada devido à falta de aulas presenciais. "Acho que é importante adiar o Enem para o ano que vem, porque tem gente que está tendo dificuldades para estudar durante a pandemia", afirmou.

Desde o dia 20 de junho, o Ministério da Educação disponibilizou uma enquete para que os estudantes escolham a nova data da prova. A votação vai até o próximo dia 30 de junho e os candidatos podem escolher uma das três opções de datas: a primeira prevê provas em dezembro; a segunda, em janeiro de 2021; a terceira, em maio de 2021.

Agora com a plataforma do governo do Estado, Luana será uma das 90 mil da região de escolas estaduais que poderão acessar a plataforma virtual para se preparar para a prova. O conteúdo está disponível na Secretaria Escolar Digital- SED (https://sed.educacao.sp.gov.br/Inicio) e contém apresentações, exercícios, gabaritos e propostas de temas para redação. Para quem nunca utilizou a SED, pode conferir o passo a passo para realizar o primeiro acesso em www.sed.educacao.sp.gov.br/saiba-como-acessar.

As aulas dedicadas à preparação ao Enem ocorrem todos os sábados, a partir das 8h30, pelo aplicativo do CMSP ou pela TV Educação. Nas transmissões são abordados temas ligados às competências cobradas pelo exame, como linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; e redação.

Outras plataformas

Além da plataforma do governo do estado, organizações e sites dedicados a educação lançaram conteúdo online e gratuito para auxiliar os estudantes a se prepararem para a principal prova no Brasil de acesso às universidades públicas.

Um deles é o Banco de Provas do site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em que é possível encontrar todas as provas e gabaritos anteriores do Enem. Já no Blog do Enem, é possível encontrar simulados, apostilas, dicas para redações, aulas gratuitas, entre outros conteúdos.

O Stoodi - plataforma de ensino - liberou o acesso às videoaulas e exercícios preparatórios para o Enem. Para ter acesso, é preciso criar um login e alguns conteúdos são gratuitos.

 

O Centro Paula Souza (CPS) lançou em sua plataforma online de educação a distância (EaD) mais dois cursos livres: Inglês e Espanhol básicos. As formações têm 40 horas, divididas em nove aulas. É possível aprender expressões dos idiomas utilizadas no cotidiano escolar, familiar e profissional, incluindo saudações, verbos, substantivos e elaboração de perguntas e respostas.

O interessado pode se inscrever e estudar a qualquer momento, sem necessidade de processo seletivo. Basta acessar o site https://www.cps.sp.gov.br/ em um computador conectado à internet e se cadastrar com login e senha. Ao final do curso, o estudante passa por uma avaliação online e os aprovados recebem um certificado de conclusão.

Cursos abertos

O CPS disponibiliza também outras 12 opções de cursos livres gratuitos com duração de 6 a 40 horas na modalidade Mooc (Massive Open Online Course - sigla em inglês para Curso Online Aberto e Massivo): Autocad, Arduíno, Canvas, Design e Photoshop, Design Thinking, Felicidade, Formação de Professores Mediadores em EaD, Gestão de Conflitos, Gestão de Pessoas, Gestão do Tempo, Mercado de Trabalho e Vendas.

Os conteúdos são dinâmicos, com várias leituras, reflexões, vídeos, jogos, avaliações e exercícios. Lançada em 2015, a plataforma Mooc do CPS soma atualmente mais de 306 mil inscritos. Cerca de 20% desse total corresponde às primeiras semanas de quarentena, com uma média mensal de 34,6 mil inscritos. A média anterior à pandemia era de 2,2 mil inscrições por mês.

Além dos cursos livres, o CPS conta com três cursos técnicos na modalidade aberta: Administração, Comércio e Secretariado. As aulas têm duração de três semestres e todo o material está disponível na internet.