Menores e funcionários da Fundação Casa de Rio Preto testam positivo para Covid-19

PANDEMIA

Menores e funcionários da Fundação Casa de Rio Preto testam positivo para Covid-19

Na última terça-feira, 16, 50 adolescentes, 95 servidores e 11 terceirizados passaram por testes rápidos de Covid-19


Internos e funcionários da Fundação Casa em teste, na última terça
Internos e funcionários da Fundação Casa em teste, na última terça - Divulgação

A Fundação Casa de Rio Preto confirmou nesta segunda-feira, 22, que seis internos e três funcionários testaram positivo para Covid-19. Entre os adolescentes diagnosticados com a doença, quatro foram liberados pela Justiça para cumprir isolamento em casa. Os outros dois permanecem na instituição, isolados em dormitórios específicos. Os funcionários foram afastados.

Na última terça-feira, 16, 50 adolescentes, 95 servidores e 11 terceirizados passaram por testes rápidos de Covid-19. A ação foi realizada depois que um menor que havia testado positivo para Covid-19 ficou isolado em um banheiro da instituição por uma semana. A corregedoria da Fundação investiga o ocorrido, já que o garoto teria sido mantido em condições inadequadas. O fato levou ao afastamento do então diretor da unidade.

Dos 156 testes realizados na terça, 155 deram negativo. Somente um adolescente apresentou sintomas de gripe e teve de realizar o PCR, exame mais completo. Em nota, a Fundação informou que, dias após a primeira testagem rápida, 15 outros adolescentes apresentaram sintomas. "Dos quinze jovens submetidos ao PCR, seis testaram positivo e nove aguardam resultado desse exame", informou a instituição.

"Vale ressaltar que seis deles foram liberados pelo Judiciário, com recomendação da área da saúde de isolamento domiciliar - sendo quatro positivos e dois que aguardam resultado. Os jovens testados que continuam no Casa São José do Rio Preto estão isolados em espaço específico. Os testes de PCR têm o prazo de 3 a 5 dias para divulgação do resultado", diz a nota da Fundação Casa.

Entre os servidores, oito apresentaram sintomas e realizaram o teste PCR após a testagem rápida na última terça-feira. Eles aguardam os resultados, mas já estão afastados de suas funções por 14 dias. Os três que tiveram resultado positivo já estavam afastados. Um deles está internado em unidade de terapia intensiva (UTI) e tem apresentado melhora.

A Fundação Casa informou, em nota, que o Judiciário está sendo informado dos casos, conforme provimento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).