Miniterminais vão reduzir em 30% o fluxo no Centro de Rio Preto

TRANSPORTE

Miniterminais vão reduzir em 30% o fluxo no Centro de Rio Preto

Com a Covid, média diária de usuários do transporte caiu de 100 mil para 45 mil pessoas


Obra da avenida Fortunato Ernesto Vetorasso está em fase final de construção
Obra da avenida Fortunato Ernesto Vetorasso está em fase final de construção - Guilherme Baffi 18/6/2020

Com investimento de R$ 12 milhões, a Prefeitura de Rio Preto está construindo seis novos miniterminais de ônibus ao longo do novo anel viário. A obra faz parte do plano da Secretaria de Trânsito para reduzir em 30% o congestionamento de veículos na região do terminal urbano, na Praça Cívica, e diminuir o tempo de viagem dos passageiros entre a casa e o trabalho.

Atualmente, por conta da quarentena forçada pela Covid-19, 190 ônibus passam diariamente pelo terminal. Antes, eram 232. Também reduziu de 100 mil para 45 mil a média diária de passageiros no sistema de transporte coletivo, conforme levantamento da Secretaria de Transporte divulgado nesta quinta-feira, 18.

Está em andamento a construção dos miniterminais em seis pontos da cidade: em frente ao Shopping Cidade Norte, avenidas Potirendaba, Fortunato Ernesto Vetorasso, Anísio Haddad, Faria Lima e Mirassolândia, próximo da Upa Norte.

Destas seis estruturas, cinco estão com as obras em andamento. Três delas devem ser concluídas em julho e mais duas, em outubro deste ano.

Apenas a construção do miniterminal da Upa Norte ainda está na fase da licitação pública, que vai escolher a empresa responsável pela obra. Orçada em R$ 4,4 milhões, esta será a mais cara, porque será o único miniterminal fechado com grades, em que o passageiro só vai entrar após pagar a passagem.

O secretário de Transporte, Amaury Hernandes, explica que a etapa seguinte será a contratação de uma empresa que vai elaborar um detalhado levantamento sobre o fluxo de passageiros em cada uma das linhas de ônibus da cidade.

"Este estudo sera fundamental para criar três tipos de linhas: as coletoras, que vão pegar os passageiros nos bairros e levá-los até um dos miniterminais; a radial, que vai fazer ligação entre miniterminal e o terminal, no Centro; e a perimetral, que interligará todos os seis miniterminais entre si, por meio do novo anel viário", explica o secretário.

Esta é a primeira iniciativa do atual governo para corrigir um erro apontado por urbanistas, a manutenção do Terminal Urbano no centro da cidade, numa área com trânsito já congestionada pelo movimento do comércio.

Concluído os estudos, Hernandes repassará o novo sistema de transporte público às empresas que vão disputar a nova licitação de concessão das linhas, prevista para acontecer em abril do ano que vem. "É bem provável que o novo sistema, com a inclusão dos seis miniterminais, seja implantado até o final do primeiro semestre de 2021", diz o secretário.

Shopping Cidade Norte - Av. Alfredo Antônio de Oliveira
Investimento R$ 1,94 milhão
Previsão de término outubro de 2020

Avenida Potirendaba - próximo ao Max Muffato
Investimento R$ 2,55 milhões
Previsão de término outubro de 2020

Avenida Fortunato Ernesto Vetorazzo - próximo ao cruzamento com a avenida Alberto Olivieri
Investimento R$ 1,57 milhão
Previsão de término julho de 2020

Avenida Anisio Haddad - em frente ao Rio Preto Shopping
Investimento R$ 782,2 mil
Previsão de término julho de 2020

Av Faria Lima - em frente ao HB e ao teatro Municipal
Investimento R$ 833,9 mil
Previsão de término julho de 2020

UPA Norte - rua Manoel Moreno próximo ao cruzamento da Mirassolândia com a Antônio Antunes Júnior
Em Licitação valor orçado: R$ 4,4 milhões

Novos tipos de linhas

Coletora - Vai pegar os passageiros nos bairros e levar até os miniterminais

Radial - Vai levar o passageiro dos miniterminais até o Terminal Urbano

Perimetral - Vai ligar todos os seis miniterminais por meio do novo anel viário, sem necessidade de levar o passar pelo Terminal Urbano