FISCALIZAÇÃO

Fiscal da Prefeitura de Rio Preto é agredido por feirante

Funcionário foi agredido a chutes depois que avisou o comerciante que a barraca dele não seguia as normas contra o coronavírus


Um fiscal da Prefeitura de Rio Preto foi agredido por um feirante na manhã deste sábado, 16, durante a feira livre do bairro Redentora. A violência teria começado após o funcionário alertar o comerciante que sua barraca não estava dentro dos padrões de prevenção contra o novo coronavírus.

Conforme norma da Vigilância Sanitária, as feiras livres são permitidas desde que os comerciantes cumpram uma série de regras, como não permitir consumo de alimentos no local e manter distanciamento entre as barracas.

Além disto, o feirante queria vender roupas, o que não está listado dentro da lista de produtos autorizados para comercialização dentro da feira livre durante o período de distanciamento social.

Segundo o boletim de ocorrência, o feirante acusado de agressão fugiu do local após a agressão. Por conta própria, o fiscal foi registrar boletim de ocorrência na Central de Flagrantes.

Por meio de nota a Prefeitura informou que  não compactua com ações de violência e lamenta o ocorrido na manhã deste sábado com um dos seus servidores em pleno exercício de suas funções.

"O feirante será autuado e terá sua permissão de trabalho suspensa por 60 dias. A prefeitura informa ainda que o feirante estava em descumprimento das normas de vigilância sanitária exigidas durante a quarentena. No momento da agressão o servidor estava orientando o agressor", conclui a nota.