SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | TERÇA-FEIRA, 09 DE AGOSTO DE 2022
Internacional

No Reino Unido, outros quatro membros do governo Johnson pedem demissão

Estadão Conteúdo
Publicado em 06/07/2022 às 11:00Atualizado em 06/07/2022 às 11:09

Mais quatro integrantes do governo do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, pediram demissão nesta quarta-feira, 6, entre eles uma vice-ministra, em meio a uma debandada que ameaça a sobrevivência do premiê no posto. A vice-ministra que anunciou sua saída hoje, pelo Twitter, foi a de Prevenção, Saúde Pública e Cuidados Primários, Jo Churchill.

Secretária privada parlamentar do Tesouro, Claire Coutinho anunciou que deixa o posto. David Johnston, que ocupava o mesmo cargo em relação à pasta da Educação, também abandonou o governo, mesmo caminho seguido por Selaine Saxby, com posto equivalente ao de Coutinho no Tesouro.

O cargo de secretário privado parlamentar equivale ao de assistente de um ministro na Câmara dos Comuns. O posto não resulta em remuneração extra para o parlamentar, mas é útil para um deputado ganhar experiência no trabalho com o governo, segundo a descrição no site do próprio Parlamento britânico.

Mais cedo, dois ministros renunciaram, nas pastas de Crianças e Famílias e na de Transportes. Na terça-feira, os titulares das Finanças, da Saúde e da Justiça haviam feito o mesmo. Apesar disso, o premiê Boris Johnson afirmou mais cedo que pretende permanecer no posto, embora tenha admitido que pode renunciar caso a situação fique inviável. O deputado conservador Simon Fell, pelo Twitter, qualificou hoje a situação como insustentável e defendeu que seja escolhida uma nova liderança.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por