SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2022
Esportes

José Aldo se diz apto para conquistar cinturão do UFC: 'Só penso em ser campeão'

Estadão Conteúdo
Publicado em 03/12/2021 às 18:38Atualizado em 03/12/2021 às 18:42

Um dos maiores nomes da história do MMA, José Aldo não pensa em parar tão cedo. Tampouco tem metas pequenas. Sua carreira, é bem verdade, passa por altos e baixos. Mas nada tira da cabeça do carioca de 35 anos seu objetivo: ser novamente campeão do UFC. E essa nova jornada começa neste sábado, diante de Rob Font, no UFC Vegas 44.

Aldo (5º no ranking) e Font (4º no ranking) se encaram pela luta principal da noite. Os dois bateram o peso nesta sexta-feira para a categoria peso-galo. O brasileiro anotou 61,7 kgs, enquanto o norte-americano pesou para 60,7 kgs. O evento em Las Vegas começa a partir das 21 horas (horário de Brasília).

Aldo, que já tem seu nome marcado na história do UFC e do MMA mundial hoje ainda tenta reviver seus dias de glória. Ele perdeu três desafios seguidos (para Alexander Volkanovski em maio de 2019, para Marlon Moraes em dezembro de 2019 e Petr Yan em julho de 2020). Porém, assim como um verdadeiro campeão, ele se reergueu. Suas últimas lutas foram triunfos sobre Marlon Vera em dezembro de 2020 e Pedro Munhoz em agosto deste ano. O carioca quer mais. Já teve o cinturão em suas mãos e não vê a hora de conquistá-lo de novo. Rob Font é o primeiro passo dessa jornada.

"Hoje em dia eu só penso em ser campeão nesta categoria", disse José Aldo em entrevista ao Estadão. "Aceitei a proposta pensando nisso, em ser campeão. Nada mudou, desde o início. Hoje em dia, eu estou dando cada vez mais, porque eu quero ser campeão. É nisso que eu penso."

Aldo tem 35 anos, mas não pensa nos números. Pelo contrário. Ele sabe que o que importa é a dedicação ao esporte. Prova disso é o brasileiro Glover Teixeira, de 42 anos, que recentemente faturou o cinturão dos meio-pesado no UFC 267 em outubro.

"Tem a idade e tudo, mas pelo fato de eu ainda ser um cara novo ainda consigo lutar em alto rendimento", explicou Aldo. "É nisso que eu penso, de manhã até a noite. É conquistar o peso-galo, ser campeão de novo, conquistar o cinturão. Após isso eu penso no que eu posso fazer na minha carreira. Mas hoje o pensamento do José Aldo é só de conquistar o título."

O carioca reconhece que já esteve no seu auge, mas que também já esteve para baixo. Hoje, o momento é de retomada rumo ao topo novamente. Para isso, é fundamental se preparar da melhor maneira possível.

"Me preparei muito bem. Só tenho a agradecer a todo mundo que fez parte disso. Os treinadores, os sparring, todo mundo... Estou me sentindo muito bem, isso que é o importante", contou o lutador. "Me preparei muito bem e é só chegar lá e desenvolver tudo o que nós treinamos durante esse mês na luta que eu sei que a vitória é nossa."

José Aldo construiu no MMA uma base sólida para seus desafios. Ele conta que sua equipe é fundamental para a carreira de sucesso que tem nas lutas. Contra Rob Font, um adversário que gosta do combate em pé, não foi diferente. Desde uma disputa de cinturão até um evento menor, a mentalidade é a mesma.

"A gente sempre procura estudar bastante nossos adversários para chegar lá dentro e não ter nenhuma surpresa", revelou. "Assim como em outras vezes, a gente fez um estudo bem minucioso do Rob Font. Graças a Deus eu tenho alguém que consegue fazer um trabalho de mídia e vídeos que detalha bem esse lado que a gente precisa. E em cima disso a gente vai para a academia e encontra os trabalhos até chegar no ponto certo. Como eu te falei, eu respeito, ele tem as qualidades dele, ele tem um jogo em pé que ele procurou fazer. Mas é isso. Eu confio no meu treinamento, confio na minha equipe que faz todo esse trabalho e eu tenho que chegar lá dentro e executar."

Aldo fez a lição de casa. Analisou seu próximo adversário e já tem a estratégia traçada. "Pelo fato de os dois lutadores terem esse estilo, de procurar a luta em pé... é o que eu venho falando. Hoje em dia eu sou um lutador de MMA. Eu chego lá dentro, vejo as possibilidades que tem e eu treino para isso tudo. Tanto para lutar em pé, como se também tiver a oportunidade de colocar a luta no chão. É importante isso. No decorrer da luta a gente vai vendo, vai sentindo o que tem de fazer para vencer a luta", disse, se sentindo bem determinado.

"A gente sempre espera fazer o melhor lá dentro. Pode ter certeza que todo mundo pode esperar o melhor do José Aldo. Um cara agressivo, um cara que quer vencer a luta o quanto antes", finalizou.

CONFIRA O CARD COMPLETO DO UFC VEGAS 44

Card principal

Peso-galo: Rob Font x José Aldo

Peso-leve: Brad Riddell x Rafael Fiziev

Peso meio-pesado: Jimmy Crute x Jamahal Hill

Peso-leve: Clay Guida x Léo Santos

Peso-médio: Brandon Allen x Chris Curtis

Peso meio-médio: Alex Morono x Mickey Gall

Card preliminar

Peso-médio: Maki Pitolo x Dusko Todorovic

Peso-mosca: Manel Kape x Zhalgas Zhumagulov

Peso meio-médio: Bryan Barberena x Darian Weeks

Peso meio-médio: Jake Matthews x Jeremiah Wells

Peso-palha: Cheyanne Vlismas x Mallory Martin

Peso meio-pesado: Alonzo Menifield x William Knight

Peso-leve: Claudio Puelles x Chris Gruetzemacher

Peso-galo: Louis Smolka x Vince Morales

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por