SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2022
Esportes

Bustos encara dias de pressão e reavalia estratégia para tentar reerguer Santos

Estadão Conteúdo
Publicado em 04/07/2022 às 19:45Atualizado em 04/07/2022 às 19:54

O Santos treinou nesta segunda-feira e deu sequência à preparação para decidir a vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana em duelo com o Deportivo Táchira, na quarta. Encarando mais um dia de pressão e reavaliando as estratégias utilizadas até agora, Fabián Bustos comandou atividades em busca de soluções para reerguer a equipe da Vila Belmiro após uma série bastante frustrante de resultados.

Sem vencer há cinco jogos e com apenas uma vitória nos últimos 12 compromissos, o Santos tem a classificação à próxima fase do torneio continental como prioridade máxima no momento. O time ainda não jogou a toalha na Copa do Brasil, mas a goleada por 4 a 0 sofrida diante do Corinthians no jogo de ida impõe um cenário no qual as chances de seguir vivo são baixas, por isso o ato de avançar na Sul-Americana é visto como uma forma de recuperar a confiança.

Isso significa que Bustos pode mudar o roteiro que vinha adotando até então, trocando a opção de escalar times mistos na competição da Conmebol pelo uso de força máxima na montagem dos 11 iniciais. O treinador argentino vem sendo bastante cobrando nas últimas semanas, tanto pela torcida quando internamente, mas tem tratado com naturalidade a situação e diz não se incomodar com a pressão.

Além disso, defende constantemente o trabalho realizado até aqui, por considerar que conseguiu alguma evolução após assumir um time que brigou para não cair no Campeonato Paulista. Depois da derrota para o Flamengo no Brasileirão, no último final de semana, também se manifestou para destacar a necessidade de reforços para o elenco.

Após o empate por 1 a 1 no jogo de ida, na Venezuela, o Santos precisa de uma vitória simples para avançar às quartas de final, assim como o Deportivo Táchira. Em caso de um novo empate, a vaga na próxima fase será decidida nos pênaltis. O jogo será na Vila Belmiro, mas nem esse fator tem ajudado o Santos, que não vence em casa há seis partidas.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por