SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEXTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2022
Esportes

Bahia e Grêmio travam confronto direto pela consolidação no G-4 da Série B

Estadão Conteúdo
Publicado em 03/07/2022 às 07:40Atualizado em 03/07/2022 às 07:49

A tarde de domingo promete muitas emoções pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Integrantes do G-4, Bahia e Grêmio fazem confronto direto, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), às 16h. Os torcedores também ficarão ligados no que vai acontecer entre Vasco x Sport, que jogam no mesmo horário no Maracanã.

Desde que perdeu para o líder Cruzeiro, por 1 a 0, no começo de maio, o Grêmio vem mantendo constância e não foi mais derrotado. Em nove jogos, foram seis empates e três vitórias. Com 25 pontos, ocupa a quarta colocação, logo abaixo do Bahia, que tem 28. Os mandantes vêm de bom resultado ao vencerem o Brusque, por 2 a 0, após duas derrotas seguidas.

O técnico Enderson Moreira será a principal mudança do Bahia. Ele foi regularizado e está confirmado para o duelo, assumindo o lugar de Guto Ferreira, que caiu após três derrotas consecutivas em casa.

O novo comandante não poderá contar com Jonathan, Marco Antônio e Luiz Henrique, ainda não liberados pelo departamento médico. Rildo também está fora por suspensão, mas já não poderia entrar em campo por pertencer ao Grêmio. O lateral-direito Borel deve retomar a posição após cumprir suspensão.

Enderson destacou que as mudanças vão acontecer, mas que não serão rápidas. "Estou no processo de conhecer os atletas. Vai ser gradativo. A gente não tem essa expectativa de que amanhã já possa sair tudo como penso, mas também tenho esperança de que a gente comece um processo. De formar um time que lute pelo triunfo, que possa jogar com qualidade, inteligência e bom nível de competitividade".

O técnico Roger Machado também terá problemas para escalar o Grêmio. O volante Villasanti e o atacante Biel estão suspensos e, com isso, Lucas Silva e Elias devem ser escalados. Brenno, Edilson, Kannemann, Elkeson e Benítez são outras ausências, mas por lesões.

Roger gostou da última partida e afirmou que o time entendeu bem seus conceitos, facilitando a troca de esquemas e peças. "Acho que fizemos um grande jogo. Talvez foi a partida que mais criamos, e a forma da criação, com a figura do jogador atrás do centroavante seja uma forma mais fluida. Depois que se trabalha os conceitos, a estrutura fica fácil de mexer, porque são posições que só mudam a ordem muitas vezes da abordagem", analisou.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por