X

Diário da Região

28/06/2015 - 00h00min

Artigo

Um olhar na escuridão

Artigo

Edvaldo Santos Alexandre Caprio é psicólogo cognitivo-comportamental, de Rio Preto
Alexandre Caprio é psicólogo cognitivo-comportamental, de Rio Preto

Não é difícil perceber que as redes sociais se tornaram uma caricatura de nossa sociedade. A cada dia vemos reproduzidos no mundo virtual os mesmos perfis que encontrávamos nas ruas de nossa comunidade, no nosso ambiente de trabalho ou até em nossa própria família. Do narcisismo à autopiedade, todos estão lá, mas com características visivelmente potencializadas. O teclado reduz a timidez, oferece tempo e aumenta a segurança. Dizia um velho ditado anterior à era digital: "Por mais covarde que seja um homem, ele estufa o peito ao colocar a mão em uma arma". 

A internet tem se tornado "arma" de pessoas que precisam, a todo custo, mostrar algum tipo de poder. Esse ponto merece pausa e explicação: quem precisa demonstrar poder é justamente aquele que acredita não tê-lo. Se você tem olhos castanhos, precisa sair por aí dizendo às pessoas que seus olhos são castanhos? Uma pessoa realmente feliz não precisa publicar sua felicidade, assim como uma pessoa que encontra paz não precisa ostentá-la para os outros. 

Ninguém perde tempo e energia tentando provar algo que pareça concreto. Sentindo-se inferiores com essa estranha inflação de egos das redes sociais, as pessoas preferem criar uma fachada cenográfica de si mesmas a investir essa mesma energia no alcance de seus sonhos ou na construção de sua felicidade. Preferem "parecer" a "ser". E isso está nos levando a um jogo de mentiras que ofende cada vez mais aquele que é contrariado ou questionado. 

É nesse cenário que surge uma figura complicada, não só por sua natureza, mas pela potenciação do qual falei: o fanático. Antes limitado pela tecnologia, o fanático faz uso dessa nova ferramenta para se impor e alcança um novo patamar de intolerância. A baixa autoestima tem ligação direta com esse perfil. Vendo-se inferior às outras pessoas, desejando ardentemente um diferencial, esse tipo de indivíduo se maravilha com algum dogma ou ideologia política. Tomado por forte emoção, vê a chance de se mostrar forte, sábio, finalmente superior aos outros e toma esse discurso para si. Mas não basta ao fraco ter vantagem, é preciso esfregá-la na cara dos outros. A internet se mostra um palco seguro para o artista brilhar. 

Mas, de repente, algo dá errado. Algumas pessoas da plateia apontam falhas teóricas ou históricas. Massacres religiosos são mencionados, corrupções partidárias são citadas. O indivíduo que esperava apenas reverências e elogios se inflama. Sentindo-se exposto, agarra-se a sua fonte de poder com mais força, nega qualquer argumento na tentativa de protegê-la e ataca ferozmente - e muitas vezes pessoalmente - seus interlocutores. Desqualifica, estigmatiza e bane de sua rede de contatos todos aqueles que não alimentam sua ilusão. Fecha os olhos ao julgamento neutro, divide o mundo em "bem" e "mal" e traça sua própria "guerra santa", não em prol de uma comunidade democrática e justa, mas de seu próprio ego. 

Prega a união enquanto divide, grita pelo fim do preconceito enquanto estigmatiza, fala de paz enquanto incita o ódio. Tenta, através de sua rigidez e inflexibilidade, falar de diversidade de pensamentos. Ataca para se defender e, pouco a pouco, se isola ou é isolado. E quando a plateia vai e o silêncio vem, um vazio sem nome se forma no coração daquele que tenta desesperadamente ser aceito, mas termina sozinho na poltrona de uma sala escura, tendo que decifrar a escuridão do próprio olhar refletido no espelho

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso