X

Diário da Região

12/07/2015 - 00h20min

Pipoca

Um estouro de sabor

Pipoca

Divulgação NULL
NULL

Quando pensamos em pipoca, a primeira coisa que vem à cabeça são as amanteigadas e doces vendidas no cinema, certo? Isso é coisa do passado. Uma nova tendência que já é mania em países como Estados Unidos e Inglaterra chegou recentemente ao Brasil e não para de ganhar adeptos: a pipoca gourmet. 

O mercado de pipocas gourmet está em expansão no Brasil. As redes apostam em sabores mais sofisticados, como chocolate belga, goiabada, curry e mostarda, canela cristalizada, caramelo e flor de sal, coco, noz pecan, churros, algodão-doce, cheddar, parmesão, curry e até limão para atrair clientes. As embalagens também são um show à parte. Mas os preços fazem jus à fama de gourmet. Shopping centers e aeroportos são as principais vitrines dessas marcas. Uma lata com menos de meio quilo dessa iguaria pode custar mais de R$ 50.

Embalagens decorativas

A Pipó Gourmet, de São Paulo, produz pipocas e vende em embalagens que podem ser usadas como objetos decorativos, principalmente em empórios. De uma forma divertida, mas também apurada, a proposta da Pipó, marca pioneira em pipocas gourmet no Brasil, é mexer não apenas com o paladar, mas com os próprios hábitos de consumo ligados à pipoca. "A Pipó é uma opção de presente lúdica e criativa. Receber a pipoca gourmet é sempre uma deliciosa surpresa", diz a empresária Adriana Lotaif. A marca oferece sete opções de sabores: lemon pepper, curry e mostarda, trufa branca, canela cristalizada, caramelo e flor de sal, caramelo, coco e noz pecan, e chocolate belga. 

 

pipoca 2

Rede gaúcha usa calhambeque

A rede Gourmet Popcorn - com seis pontos de venda no Rio Grande do Sul, um deles um calhambeque de 1929 adaptado - foi criada em Gramado (RS), em 2009. Segundo Rafael Peccin, na época, o investimento inicial foi de R$ 150 mil, o que incluiu desenvolvimento das receitas, equipamentos e compra do calhambeque de um amigo, que viraria um ponto de venda da empresa. Atualmente, o veículo é utilizado para vender pipocas em um parque de diversões em Canela (RS). 

"Inicialmente, a ideia era usar o calhambeque para vender pipoca apenas em eventos, mas percebemos que seria mais rentável colocá-lo no parque de diversões", explica Rafael. Entre as pipocas da rede estão sabores como caramelo com castanha-de-caju, chocolate, doce de leite com coco, parmesão e algodão-doce (feito à base de açúcar). 

Presente inspira negócio

A proposta das irmãs e sócias Natasha e Thalia Pedrotti é mostrar que o luxo e a gastronomia podem surgir a partir de algo inesperado: uma pipoca premium, com selo gourmet, que mistura ciência, arte e gastronomia. A primeira operação da marca foi iniciada no Food Hall, no do shopping Cidade Jardim, em São Paulo, com os sabores cocada, café, brownie, churros, goiabada, azeite de oliva & alecrim e caramelo. Nada de sabores, conservantes nem corantes artificiais. 

 

pipoca 3

Todas as receitas foram desenvolvidas pelas sócias em parceria com uma empresa de inovação culinária de Chicago, nos Estados Unidos, onde Natasha estudou Economia. A produção é feita em São Paulo. Os preços são definidos de acordo com os tamanhos e o peso. O cone é vendido a R$ 12, e a lata para presente com 480 gramas, a R$ 55. 

A ideia surgiu quando as duas estudavam nos Estados Unidos e Natasha comprou uma lata de pipoca para presentear o irmão. No caminho, encontrou Thalia, que estudava Marketing, e o presente nunca chegou ao destino.

"Estamos muito felizes, porque é a primeira vez que temos contato com o público, e é bom ver a reação deles ao degustar as pipocas", diz Natasha. O sucesso é tanto que as irmãos devem abrir ainda este ano uma segunda unidade na Capital. 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso