X
X

Diário da Região

31/07/2016 - 00h00min

COSMPOLITA XANGAI

Tradições do Oriente e encantos do Ocidente na China

COSMPOLITA XANGAI

Agência O Globo Centro antigo: Comércio popular e arquitetura tradicional
Centro antigo: Comércio popular e arquitetura tradicional

Para quem não abre mão de fazer viagens internacionais, é comum, em tempos de crise, consultar listas de destinos mais econômicos. Pois apesar da longa distância em relação às fronteiras brasileiras, a China é um país sempre presente nesses roteiros. Enorme, assim como o Brasil, a terra de Mao Tsé-Tung nos dá a possibilidade de experimentar diferentes tradições culturais, modos de viver e se divertir.

Mas se o objetivo é conhecer a face cosmopolita do lado oriental do globo, Xangai surpreende. Com uma bela arquitetura, enorme oferta de compras e gastronomia, além de um sistema de metrô eficiente - serviço bem-vindo quando o dinheiro é curto -, a cidade permite que se conheça o estilo de vida oriental sem abrir mão de alguns encantos e sabores do Ocidente. Vale lembrar que, mês passado, a Disney inaugurou lá o seu o mais novo parque - o terceiro na Ásia.

Em Xangai, e em outros lugares da China, é possível comer melancia amarela. O sabor é igual. A casca também é verde, mas, ao abrir a fruta, você não vê a tradicional coloração vermelha. Ela é, naturalmente, amarela. É possível encontrá-la em mercados espalhados por toda a cidade. Ou na China Old Town, passeio obrigatório, com muito comércio e culinária local. Ali - um dos poucos lugares de Xangai onde é possível desconectar-se totalmente do Ocidente - uma farta fatia de melancia é servida em um enorme palito por 10 yuans (R$ 5).

Aliás, essa é uma cultura muito forte por ali. As pessoas comem tudo no palito. Inclusive, o pão. Mas não pense que essa é uma forma prática de se alimentar e que não será necessário tocar no alimento, que, com as mordidas, costumam pender de um lado para o outro.

Sorvete na chapa

Na Old City de Xangai (o chamado centro antigo), outra dica de comida é o sorvete oriental, que é feito numa chapa fria (custa cerca de 20 yuans, ou R$ 10). O cliente escolhe a fruta e o vendedor faz a mistura com iogurte e joga na chapa que, aos poucos, vai congelando o preparo. Acrescenta algumas castanhas e sementes açucaradas. O resultado é instigante. Alguns pedaços ficam verdadeiramente bons e com bastante sabor. Outras partes congelam em excesso e podem se tornar bem aguadas.

Além da comida, o comércio vibrante na Old City encanta. Há, por exemplo, muitas lojas de relógios. A quantidade e a oferta impressionam, mas sua origem e qualidade não são muito confiáveis. Um ponto positivo é que há poucos vendedores querendo, a todo custo, que o turista lhe compre algum produto. Algo que, talvez, seja explicado pelo fato de os chineses não terem facilidade com inglês, espanhol ou outro idioma mais conhecido.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso