Diário da Região

20/10/2009 - 02h12min

Viver bem

Teoria da frustração

Viver bem

   
 

Você tem experiência, naturalmente, sobre como é desagradável sofrer uma frustração. Acontece quando planejou um dado evento com esmero e gosto, esperou por ele curtindo antecipadamente e, aí, devido a algo inesperado, não foi possível a realização. Nesta hora, sobrevém-nos um estado de desgosto que costuma perturbar imensamente. Este desgosto é a frustração, mas a sua causa recebe outros nomes, como eventuais inesperados, recursos do destino, voltas que o mundo dá etc. Estes eventuais são, naturalmente, imprevisíveis, conquanto possam ser esperados por simples possibilidade. Todos eles decorrem de algum tipo de planejamento que a gente fez e, depois, algo acontece impedindo.


Infelizmente, são imensamente numerosos na vida de cada um: você planeja assistir a um filme e o aparelho não funciona; estávamos prontos para um passeio ao campo e vem uma chuva enorme; íamos ler um livro e o filho pequeno chega e quer brincar justo agora; alguém querido que pensávamos fosse chegar avisa que não pôde vir; uma comida gostosa programada acabou não podendo ser feita; alguém nos garantiu que ia fazer algo importante para nós e não fez; um telefonema que nos prometeram e, sem qualquer aviso, não foi dado; o dinheiro que você esperou e com o qual contava não veio todo; alguém com quem você combinara algo muda os planos sem o seu conhecimento. Bem, a quantidade de eventos contrários ao esperado é imensamente grande e muito frequente em nossa vida diária.


O que nos acontece em cada um destes casos é a tal da frustração. Como acabamos de ver ela é inevitável, pelo que, assume enorme importância procurar conhecê-la o mais possível. A primeira coisa a fazer é analisar nossa capacidade para lidar com ela. O modo como cada um recebe uma frustração recebe o nome de resistência. Então, precisamos medir nossa resistência à frustração, sabendo que existem muitas variáveis no processo. Uns, eventuais inesperados, podem ser de pequeno tamanho e, outros, podem ser enormes. É claro que a frustração depende disso. Mas o principal fator mesmo é o aprendizado feito na infância. Certos pais já treinam os filhos, desde pequeninos, para enfrentar as falhas nas expectativas e, assim, ao crescerem, são capazes de suportar razoavelmente bem o fracasso de um plano aguardado.


Mas, quando as crianças não são treinadas, coitados dos pais e, principalmente, coitadas delas. Acontece muito naquelas famílias que, por muito amar os filhos, pensam que precisam deixar que façam tudo o que desejem quando pequeninos. Tudo pode, tudo é permitido, não se pode dizer “não” para a criança a fim de não a neurotizar, dizem. Assim, a criança não aprende a suportar uma negação, vai crescendo e ficando mais forte e mais determinante. Agora, quando quer alguma coisa que não pode, pronto, acontece o diabo na casa do terço. Os pais, verdadeiros culpados pelo problema, são, agora, as principais vítimas. Há crianças que chegam a prometer matar-se, caso não recebam o desejado. E, é claro que ganham, não é? Vamos continuar este assunto, mas você bem que já podia ir vestindo a sua carapuça, não acha?


RODRIGUES FERREIRAPsicoterapeuta HolísticoFone: (17) 3302-5050

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso