X

Diário da Região

28/05/2015 - 12h55min

Alimentação correta

Por que sentimos mais fome no inverno?

Alimentação correta

Stock Images/Divulgação Nesta época, as pessoas ficam propensas a comer alimentos ricos em gorduras e açúcares (Foto: Stock Images/Divulgação)
Nesta época, as pessoas ficam propensas a comer alimentos ricos em gorduras e açúcares (Foto: Stock Images/Divulgação)


A temperatura caiu como hoje? Os dias e principalmente as noites estão se tornando mais comuns e isso traz aquela vontade de comer algo bem calórico, que chega nas horas mais inesperadas do dia? Essa sensação é muito comum no inverno, estação em que a queda dos termômetros exige um maior gasto calórico do organismo para manter a temperatura corporal estável. Mas este não é o único motivo que contribui para o aumento da fome durante o período.
Segundo a endocrinologista Suemi Marui, que integra o corpo clínico do Alta Excelência Diagnóstica, durante o inverno, as pessoas fazem menos atividade física, não só por causa do tempo mais frio, mas também por diminuição da luminosidade natural. Consequentemente, a equação alimentação e gasto calórico não fica equivalente.


Estudo mostra que a partir do outono consumimos 200 calorias a mais por dia

Algumas pesquisas afirmam que o instinto humano é o maior influenciador desse comportamento. Um estudo feito pela Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, rastreou o quanto as pessoas comiam em cada estação do ano e com que rapidez comeram. O resultado foi que os entrevistados consumiram cerca de 200 calorias a mais por dia a partir do outono, principalmente quando os dias ficaram mais escuros. Uma outra pesquisa explica que, quando há menos luz solar, a produção de vitamina D fica prejudicada, e sabidamente a sua deficiência está associada a maior tristeza e mesmo depressão. 
Entretanto, nem todos os especialistas concordam com essa teoria. “Alguns dizem que não é instinto, mas sim o ambiente que nos leva a comer mais. Muitos acreditam que com o frio as pessoas ficam mais caseiras, contribuindo para a diminuição do exercício físico e aumento do consumo calórico”, explica a endocrinologista.


Mais propenso a ingerir gorduras e açúcares

Nesta época, as pessoas ficam propensas a comer alimentos ricos em gorduras e açúcares, o que pode acarretar no ganho de peso indesejável. “Em casos mais sérios, pode até mesmo haver um aumento do colesterol e triglicérides neste curto período”, afirma Suemi Marui.
Independente do motivo que leva ao aumento da fome, é importante manter a alimentação balanceada e evitar os excessos. “Não é preciso passar vontade de comer nada, apenas optar por porções menores e escolhas certas, além de não deixar que a preguiça se torne um empecilho na rotina de atividades físicas”, conclui Suemi.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso