X
X

Diário da Região

20/03/2016 - 00h00min

Exercício

Sarada aos 40

Exercício

Guilherme Baffi A psicopedagoga Laila Maluf Machado, 41 anos, e a educadora física Leila Barros, 44, mostram no corpo o resultado dos benefícios da atividade física após os 40 anos
A psicopedagoga Laila Maluf Machado, 41 anos, e a educadora física Leila Barros, 44, mostram no corpo o resultado dos benefícios da atividade física após os 40 anos

Na medida em que envelhecemos, nosso corpo precisa de mais exercícios para se manter ativo, reduzir o risco de doenças e até mesmo aumentar a expectativa de vida. A prática de atividades que envolvam movimentos com o corpo melhora a qualidade do sono, diminui o estresse físico e mental, aumenta o vigor e proporciona bem-estar. A mente também é favorecida, com maior capacidade de raciocínio. Tudo, afinal, torna-se melhor e mais prazeroso. 

Segundo a educadora física Cátia Ferraz, da Clínica Corpore, de Rio Preto, o maior desafio está na disciplina dos treinos e no tempo para treinar, pois nessa faixa etária a maioria das mulheres trabalha fora, tem filhos e é responsável pela manutenção da casa. "O maior segredo é querer e desejar muito estar com o corpo em forma, pois assim nenhum obstáculo será maior que sua motivação. E escolher uma atividade que dê prazer, pois assim você não vai ficar arrumando uma desculpa para não ir treinar", comenta Cátia. 

Para a educadora física Leila Barros, 44 anos, não é que o metabolismo trabalha contra as mulheres de 40 anos. "O metabolismo está ligado à nossa quantidade de massa magra e, como há uma perda de massa magra com o passar do tempo, isso interfere diretamente no metabolismo", explica. Para Leila, a queda hormonal é sim um inimigo e está ligada a muitos fatores. "É fundamental procurar um médico para que ele descubra a melhor forma de repor e melhorar a saúde integral por conta dessa queda.

Alguns são a favor da reposição e outros são contra. Mas atividade física, especialmente musculação, é excelente para lidar com esta condição", pondera. Segundo Leila, definir objetivos, saber onde quer chegar e procurar ajuda de especialistas é fundamental para o processo todo dar certo. "Sabendo a necessidade e objetivo do aluno, fazemos a proporção de exercícios aeróbicos e musculares. Ambos são importantes e cada um contribuirá de uma forma para que a meta seja alcançada", orienta. 

Segundo a nutricionista Tanara Ferreira, de São Paulo, uma grande dificuldade encontrada por quem resolve modelar o corpo depois dos 40 anos está ligada ao emagrecimento. "Nesta fase, a vida tende a ser menos ativa e, muitas vezes, o papel multifuncional que muitos desempenharam ao longo dos anos não permitiu um tempo necessário para cuidar da saúde e da alimentação. Outra questão é a flacidez e o envelhecimento cutâneo, devido à redução da produção de colágeno", explica. "Para um corpo saudável, é fundamental associar uma alimentação adequada com a prática regular de exercícios físicos, que tem a capacidade de reduzir a gordura corporal e contribuir para o fortalecimento dos músculos", diz.

Só depende de você

É muito comum as pessoas só perceberem a importância da atividade física e de cultivar bons hábitos alimentares após uma certa idade ou descobrirem algum problema de saúde. "Você pode achar que é tarde para começar ou até impossível colher bons resultados após os 40. A boa notícia é que é, sim, possível começar aos 40 e obter excelentes resultados para sua saúde, estética corporal e estilo de vida", garante a nutricionista Priscila Daud. 

Para a especialista, a chave para o sucesso está em suas mãos. É preciso você acreditar em si mesmo, estar determinado e comprometido com seus objetivos. "É muito importante que busque ajuda de profissionais capacitados e que respeitem dois pontos fundamentais: sua individualidade, com relação ao seu estado nutricional, de saúde e emocional; e seus valores (o que realmente é importante pra você e o que te move)." 

Segundo Priscila, não basta apenas retirar alguns alimentos mais calóricos ou a famosa 'cervejinha' do fim de semana. O buraco é bem mais embaixo. "Você precisa criar um novo hábito como a prática de exercícios físicos regularmente e se alimentar com consciência e responsabilidade. Assim você conseguirá ter uma base para que seus resultados sejam para sempre duradouros." 

O dia em que decidi mudar

Antes sedentária, hoje dona de um corpo capaz de causar inveja. A psicopedagoga Laila Maluf Machado, 41 anos, conta que já se passaram 10 anos desde o dia em que decidiu mudar seu estilo de vida. "Lembro como se fosse hoje o dia em que tomei a decisão. Depois de duas gestações complicadas e de uma vida sedentária, coloquei na cabeça que ia mudar e mudei. Comecei de leve, fazendo hidroginástica, depois fui para a dança e a aula localizada. Hoje faço musculação seis vezes por semana e duas vezes ao dia", conta Laila. 

A psicopedagoga conta que a jornada não foi fácil, mas que hoje malhar está além do aspecto físico para ela: é algo mental. "Não venho à academia só por causa do meu corpo, claro que eu fico feliz de ver a transformação que ele sofreu ao longo dos anos, mas venho também porque o lado social me faz muito bem. Eu gosto de estar em contato com as pessoas e na academia encontrei a junção de duas coisas que me fazem bem: malhar e fazer amigos", diz.

Laila diz que come de tudo e garante que não é 'escrava' do corpo, mesmo malhando duas vezes ao dia. "Meu marido e meus filhos não são adeptos da malhação, gostam de sair para comer e eu os acompanho. Então, durante a semana, tento manter uma alimentação mais saudável e regrada para me divertir com eles aos fins de semana." 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso