X
X

Diário da Região

22/03/2015 - 03h00min

Superação

Pedalando em nome dá fé até o Santuário de Aparecida

Superação

Johnny Torres Renato Davanzo Martins vai de bicicleta até o Santuário de Aparecida para cumprir promessa
Renato Davanzo Martins vai de bicicleta até o Santuário de Aparecida para cumprir promessa

O que sua fé pode fazer por você? Para o especialista em pilates Flavio Renato Davanzo Martins, 36 anos, de Rio Preto, a fé ajudou a diagnosticar uma doença e devolveu a ele qualidade de vida e bem-estar. Durante quase 1,3 mil dias, Martins sentiu fortes dores na barriga, procurou médicos de diferentes especialidades, fez diversos exames e até ficou internado. Todos os resultados das análises diziam que seus órgãos estavam bem, perfeitos. Por outro lado, houve médicos que o diagnosticaram com problemas diversos, até uma síndrome do intestino irritado, um distúrbio funcional sem causa anatômica. 

A cada diagnóstico, Martins iniciava um tratamento que logo se mostrava ineficaz. E a frustração batia. Mas nunca desistiu de solucionar o problema. Certo dia, resolveu recorrer à espiritualidade. Num momento de introspecção, ele lembrou de uma promessa que a mãe fez para que sua irmã ficasse bem. E decidiu fazer o mesmo. Ele, que já fazia intenções e privações, como não beber ou comer carne durante o período da quaresma desde os 15 anos, fez um pedido a Nossa Senhora Aparecida. Disse que se descobrisse o que tanto lhe causava as dores na barriga ele deixaria a barba crescer durante um ano, de uma quaresma à outra. Para ele, deixar de tirar os pelos do rosto era algo que causava muito incômodo. 

Vinte dias depois, ele procurou um osteopata, colega de trabalho, e foi orientado a fazer um determinado teste, que revelou o que tanto o afligia. A dor que ele sentia era causada por uma intolerância à cafeína. Naquela época, devido a demanda de trabalho, ele tomava cerca de duas garrafas de café por dia, bebia refrigerante e consumia medicamentos à base de cafeína. Ingeria uma bomba diária do composto químico. 

Diagnosticado e fazendo o tratamento correto, ele eliminou a cafeína, parou de sentir dor e se fortaleceu para dar continuidade à promessa. Após deixar a barba crescer durante um ano, ele cortou os pelos e agora treina forte para finalizar a penitência. Até o fim deste ano, ele vai levar a barba para a Sala dos Milagres, espaço localizado no subsolo do Santuário Nacional da Basílica de Nossa Senhora Aparecida. 

 

Renato Davanzo Martins Renato mostra a levar a barba que deixou crescer por 1 ano como pagamento da promessa

E, para fazer isso, Martins decidiu percorrer o trajeto de bicicleta. Vai sair da porta da sua casa acompanhado de dois amigos, um de bicicleta e outro de camionete, que servirão de apoio. Ele seguirá por rodovia até São Carlos, onde pegará o Caminho da Fé, roteiro criado para dar estrutura aos que desejam fazer a peregrinação até o Santuário Nacional de Aparecida. 

A ideia é pedalar cerca de 100 quilômetros por dia e parar para descansar em alguma pousada encontrada no caminho. Ele levará consigo uma credencial desde o início da sua rota, documento que ele irá carimbar nos locais de pouso ao longo do trajeto para ter direito a um certificado de conclusão ao fim da viagem. No Santuário, Martins participará de um culto ecumênico e entregará a barba. 

Ao todo, o trajeto contabilizará 800 quilômetros. Após cumprir a promessa, ele retornará de carro para Rio Preto. "Treino nos finais de semana. No entanto, sei que não vai ser fácil fazer o trajeto. Principalmente no roteiro do Caminho da Fé, que conta com um caminho mais irregular. Mas quero viver essa penitência. Suar, me esforçar e cumprir", explica. 

Martins, que completará 37 anos em setembro, sente-se feliz com a decisão de recorrer à fé para sanar um problema físico. "Estou muito contente em não sentir mais dor. Hoje, percebo que a minha fé é o maior de tudo. Falo que as pessoas devem acreditar e persistir, seja para curar uma doença ou para conseguir algo que seja complicado ou difícil." 

Especialista em pilates, ele trabalha na área há nove anos. Além de renovar a fé diariamente, ele agregou uma atividade física à sua rotina. Educado dentro de uma casa de católicos, ele não segue uma religião ou frequenta semanalmente a igreja. "Gosto do espiritismo, tenho minha fé e acredito no poder e na força maior de Deus", explica.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso