X
X

Diário da Região

10/07/2016 - 00h01min

PODER ALÉM DA VIDA

Ofereça algo além do seu ego e você vislumbrará um poder que nunca imaginou

PODER ALÉM DA VIDA

NULL Alexandre Caprio é psicólogo cognitivo-comportamental.
Alexandre Caprio é psicólogo cognitivo-comportamental.

São muitas as pessoas que pensam que um título, uma placa na porta e um grande salário definem o nível de qualidade de um homem em relação aos demais. Que a etiqueta do terno, a bolsa da estação e o modelo do carro os elevam a uma casta superior e que suas contas bancárias e posses os representam qualitativamente, moralmente e socialmente. 

Assim como essas pessoas, muitas que não possuem tais medidas de poder também acreditam nisso. Acreditam que valham menos como homens e mulheres do que qualquer um que demonstre ter mais dinheiro ou mais recurso. 

Mas, me diga, caro leitor, se estivessem todos realmente certos, se o dinheiro nos definisse como seres humanos, qual seria então o grau de inferioridade de um homem como Chico Xavier? Que tipo de valor humano teria uma mulher como Madre Tereza de Calcutá? Qual teria sido a importância de um homem como São Francisco de Assis e quão desprezível seria um mestre tibetano frente a um executivo de Wall Street? Não seriam todos inferiores ao empresariado com pastas de couro legítimo e donos de cargos públicos que aí estão, afogados em seu próprio narcisismo?

Existem pessoas que cultuam o próprio corpo e desprezam aqueles que não o fazem. Que definem aparência como conteúdo e agem com preconceito e discriminação em relação à fraqueza física que, inevitavelmente, alcançará todos nós. Sofrem com cada ruga que surge no rosto como se a juventude fosse um mérito, a simetria uma qualidade, a musculatura uma virtude e o envelhecimento uma vergonha. Qual seria, para essas pessoas, o valor de um homem como Stephen Hawking ou de uma mulher como Helen Keller? Se não conhecessem, como classificariam um sujeito como Albert Einstein na rua, desprovido do corpo do momento, da roupa do momento, do cabelo do momento?

Vivemos de falsos momentos, perseguimos falsos poderes e desperdiçamos nosso tempo com rótulos tão importantes quanto a foto de um prato de comida é para aquele que está morrendo de fome. A ostentação não é admirável. Seu corpo e seu limite de crédito não representam coisa alguma se você não tem nada melhor a oferecer às pessoas. De gari a médico, todos nós temos uma única função: servir bem essas pessoas e esse mundo que aqui está. 

Ofereça algo além do seu ego e você vislumbrará um poder que nunca imaginou, nunca perseguiu e que não está à venda, mas pode ser conquistado gratuitamente quando seu nome migra, das mãos que aplaudem, para os corações cheios de gratidão daqueles para quem você realmente fez a diferença. “Saber que pelo menos uma alma respirou aliviada por você ter existido.” Para Ralph Waldo Emerson, isso é ter sucesso. E para você?

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso