X
X

Diário da Região

27/03/2016 - 00h00min

Livro

Menos é mais

Livro

Stock Images/Divulgação NULL
NULL

Conhecida como 'senhorita minimalista', a norte-americana Francine Jay acaba de lançar o livro Menos é Mais - Um Guia Minimalista para Organizar e Simplificar Sua Vida (ed. Fontanar, R$ 29,90). Na obra, Francine conta sua história e divide com os leitores o que entende por vida simples. Aos 37 anos, ela aproveitou a mudança da família para Londres para fazer uma limpeza geral.

Ela e o marido venderam tudo - inclusive a casa. Na mala, levaram apenas aquilo que consideravam essencial (roupas, documentos, laptop, itens de cozinha). Toda a experiência vivida em 2009, e encarada como um novo estilo de vida até hoje, é contada no blog Miss Minimalist (missminimalist.com), em que Francine defende que é possível ter uma vida mais plena consumindo menos. 

"Criar uma mentalidade minimalista vai transformar a maneira como tomamos decisões sobre o que temos e o que trazemos para o nosso cotidiano", diz ela na obra. Francine ensina no livro que o segredo não é comprar caixas ou alugar um depósito para esconder as coisas, mas reduzir a quantidade de itens ao nosso redor.

Discuta ideias e ame pessoas

No momento atual, é possível ver através das redes sociais os nervos à flor da pele e amigos virando rivais. Então, que tal não discutir? Pessoas foram feitas para se amar e ideias para ser discutidas. Esse é o conselho do psicólogo e pesquisador do Instituto de Medicina Comportamental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Ricardo Monezi. "Sou a favor de tudo que gere menos estresse.

As pessoas estão debatendo pelas redes sociais de forma fervorosa, estão se excluindo, pedindo para os outros saírem de suas vidas. O que tem de saudável nisso? As pessoas precisam aprender a respeitar a ideia alheia. Não é porque você não concorda que simplesmente deve deletar o outro. Para simplificar a vida, é preciso entender que ideias foram feitas para serem debatidas e respeitadas e pessoas foram feitas para se amar", sugere

O lado de fora

Um dos segredos para conquistar um estilo de vida minimalista é resistir à tentação de recriar o mundo exterior dentro de casa. "Em vez de comprar equipamentos para montar um home theater, uma academia caseira ou um quintal com cara de resort, por que não uma noite divertida no cinema, fazer uma caminhada ou ir ao parque do bairro?", questiona a autora Francine Jay. "Assim você poderá aproveitar essas atividades quando sentir vontade e sem precisar armazenar e cuidar de todas aquelas coisas"

Caminhe mais

Para Ricardo Monezi, psicólogo e pesquisador do Instituto de Medicina Comportamental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), uma ótima maneira de contemplar o mundo é trocar carro por caminhadas. "Essa troca não deve ser só por uma prática de atividade física ou de economia, mas também para poder contemplar o mundo. Mesmo em meio a tanto concreto nasce uma flor. Elas encontram uma fresta para mostrar sua beleza ao mundo, e isso só pode ser contemplado enquanto caminhamos disponíveis para ver o lado simples da vida", diz

Saia de casa sem cartão de crédito

Um conselho para quem quer evitar excessos e dívidas é "compre o que precisa, não o que deseja", ensina Fábio Gallo Garcia, professor do curso on-line Como Gastar Conscientemente, da Fundação Getúlio Vargas. "Entenda seu próprio limite financeiro e tente ser feliz dentro dessa realidade. Agir assim não é ser pão-duro, mas consciente. Se tem dificuldade de se controlar, vá ao shopping sem cartão de crédito", aconselha 

Doe, troque, divida, empreste

Francine Jay diz que reutilizar é uma forma de poupar o meio ambiente. "Sempre que decidimos não fazer uma compra fútil, que nos viramos com algo que já possuímos ou pegamos alguma coisa emprestada com um amigo em vez de comprá-la é como se déssemos um pequeno presente para o planeta", aponta. A autora prega a ideia de usar objetos e roupas de segunda mão. Dividir aquilo que está sobrando e emprestar algo que o vizinho está precisando. Dar uma olhada no guarda-roupa a cada quatro meses e doar tudo aquilo que não usa mais. Sempre terá alguém que fará bom uso.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso