X
X

Diário da Região

06/09/2015 - 00h57min

ARTIGO

Mamografia: precisa apertar?

ARTIGO

Sergio Isso NULL
NULL

A mamografia continua a ser nossa principal ferramenta contra o câncer de mama. Apesar do rápido desenvolvimento tecnológico das últimas décadas, esse exame continua insubstituível. Sim, sim, a ultrassonografia tem seu grande valor, e também em muitos casos a moderníssima ressonância magnética pode ser útil. Entretanto, nada pode substituir a mamografia para a finalidade de detectar precocemente o câncer de mama. E lá se vão 50 anos de seu descobrimento, os aparelhos e computadores são cada vez menores, mais leves, mais bonitos e mais rápidos. Monitores de alta qualidade, imagens tridimensionais, cores, design, tecnologia. Recursos digitais nos permitem até manipular com facilidade imagens com a câmera do celular. 

Mas... onde a mamografia e a modernidade se encontram? Depois de tantas inovações, a pergunta que não quer calar: ainda precisa apertar? "Doutora, não tem nada mais moderno?" É a pergunta que ouço com frequência. "Ainda precisa apertar?" A resposta sem dúvida é: "Sim!" Nenhum dos exames de mama substitui sua mamografia de rotina. Outra pergunta comum: "Não dá para apertar menos?" A resposta é: "Não!" Uma mamografia de boa qualidade, apesar dos modernos recursos digitais de que dispomos hoje, exige uma boa dose de compressão. Isso deve-se ao fato de que os tecidos das mamas não contêm estruturas de densidades diferentes, como osso, líquido ou ar. Todos os tecidos que formam a glândula mamária são muito parecidos em consistência e densidade, e para isso precisam ficar "espalhados" para que o radiologista possa observar através deles. Além disso, a compressão adequada imobiliza a mama, pois qualquer movimento da respiração poderia deixar a imagem "tremida", o que pode "apagar" um sinal de câncer inicial. E, por fim, a compressão das mamas faz com que possamos usar uma dose de radiação menor, e isso também melhora a clareza da imagem.

 

Luciana Tajara Luciana Tajara é médica radiologista, especialista em diagnóstico por imagem

Eu não nego que a compressão vem acompanhada de algum grau de desconforto ou dor, e essa queixa é considerada como um dos fatores para que algumas pacientes recusem o exame. Todos gostaríamos de melhorar isso, e pesquisas vêm sendo desenvolvidas para amenizar este desconforto. Entretanto, ainda não é possível uma mamografia sem compressão. Mas vamos juntos pensar no lado bom: na maioria dos casos, a compressão dura apenas alguns segundos. Eu sei que dói um pouco e que é muito chato... Mas acreditem: esses segundos podem salvar sua vida! Então, eu sugiro que na hora deste exame lembrem-se daquele famoso conselho tão útil no dia a dia: conte até dez. Eu peço para que no seu próximo exame você conte até dez em cada imagem. Aquele aperto vai terminar muito antes de você acabar. Vai ver que vai passar bem rápido, antes mesmo de você jurar que não vai mais voltar.

Nós, que trabalhamos com a saúde das suas mamas, sabemos que esse momento é chato, mas estamos aqui para dizer, com toda sinceridade e clareza: essa tolerância pode, sim, fazer a diferença na sua vida e na vida daqueles que você ama. Vale lembrar aquela música do Guilherme Arantes: "Cuide-se bem, perigos há por toda parte, e é tão delicado viver, é uma arte". Encare sua mamografia com a coragem e a determinação de uma guerreira. Bom domingo!

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso