X
X

Diário da Região

12/09/2016 - 18h46min

Relacionamento

Lições essenciais para a vida a dois

Relacionamento

Stock Images/Divulgação NULL
NULL

Há ensinamentos que perduram a eternidade, são sempre atuais e devem ser passados de geração para geração. Ao longo dos seus 55 anos como monge, o Irmão Anandamoy realizou inúmeras palestras a respeito dos ensinamentos de Paramahansa Yogananda para muitos corações. A síntese de uma dessas palestras, que aconteceu em Los Angeles, em 1977, foi convertida no livro Casamento Espiritual, uma obra recheada de ensinamentos que visam ao crescimento, aprendizado e espiritualização do ser humano.
 
Relação entre iguais

Irmão Anandamoy cita um teste em que colocaram os maridos em uma sala e as mulheres em outra e mostraram aos participantes uma série de objetos, e solicitou-se a cada um apontar os artigos preferidos pelo cônjuge. "Nenhum dos casais acertou o gosto do cônjuge. Isso significa que eles não estão se esforçando para chegar efetivamente um ao outro e se compreenderem, mesmo superficialmente, porque não entendem o significado do casamento", diz. "Em um casamento espiritual, o homem e a mulher podem se entender, não por meio da razão, mas da intuição, o poder da alma - por meio de um contato espiritual e da tentativa profunda de sentir e compreender... Tal conhecimento, tal sentimento a respeito da outra pessoa só poderá aflorar se a relação estiver baseada em um profundo compromisso de lealdade e amor incondicionais", completa. 

Mais diálogos

Uma psicóloga de Nova York fez uma pesquisa com 40 mil casais e descobriu que, nos 40 mil casos, marido e mulher conversam um com o outro, em média, 27 minutos por semana. "Existem casamentos muito profundos, muito unidos, muito íntimos em suas bases internas, que não necessitam de muita conversa. Um gesto, um olhar é suficiente para que a pessoa amada compreenda. Mas isso é resultado de muito esforço. A maioria das pessoas não procura alcançar as outras; não chega ao interior, aos níveis mais profundos. Portanto, conversem um com o outro - não pressuponha que seu cônjuge possa adivinhar o que se passa em sua mente", ensina Anandamoy, que continua: "Não se refugie na solidão, frustração e mágoa só porque seu marido ou sua mulher não compreende o que você está sentindo. Talvez ele ou ela não saiba - como poderia saber? Vocês precisam se abrir e se comunicar. Este é um dos motivos por que Deus nos deu a boca!", reforça. 

 

Livro casamento espiritual - 11092016

Falta afeto

No livro, Anandamoy relata que muitas pessoas o têm procurado para dizer que não recebem amor. Que querem expressar amor, mas não sabem como, sentem-se bloqueadas. "A falta de amor é a causa de doenças emocionais. Os filhos precisam ser amados, acariciados e abraçados. Expressar amor é mais importante do que tudo o mais. Os maridos, portanto, deveriam se lembrar que, como as esposas são motivadas principalmente pelo sentimento, elas necessitam da expressão do afeto. Se não conseguir demonstrar sentimento, se seu amor for um ato inibido, ao menos confesse seu bloqueio. Dessa forma, a esposa então percebe que você está tentando chegar a ela e reagirá a isso", orienta. 

Gentileza e respeito

Ainda segundo ensina Irmão Anandamoy no livro Casamento Espiritual, em vez de esfregar sal na ferida, cada parceiro deveria procurar curar os ferimentos do outro e encorajarem-se mutualmente. "Ajudem-se como amigos e auxiliem-se. Respeito é outra qualidade essencial no casamento espiritual. Como um amigo íntimo, como no casamento, vocês deveriam ser capazes de ficar à vontade. Mas há uma enorme diferença entre estar descontraído e à vontade e ser relaxado. Sejam naturais no seu relacionamento, mas respeitem-se mutuamente", destaca. 

Muitos casais, em vez de se encorajarem e apoiarem um ao outro, se digladiam. "O mundo já faz o bastante para destruir a imagem da pessoa. Amizade significa construí-la, de modo que cada um acredite em si mesmo. Essa é a fé, o apoio, aquilo que o Mestre dava a seus discípulos. Nós certamente não éramos perfeitos, mas ele sempre nos deu a entender: 'Estarei do seu lado aconteça o que acontecer - incondicionalmente!. Quando marido e mulher tiverem perdido qualidade como gentileza, respeito, lealdade e fé, isto não significa que o casamento acabou para sempre. Os cônjuges poderão reconstruí-lo, se fizerem o esforço necessário para expressar essas qualidades outra vez." 

A verdadeira ordem das coisas

Paramahansa Yogananda deu vários conselhos a diversos casais. Entre eles o Mestre disse: "O amor humano no casamento não perdura a não ser que se expresse divinamente. Sem o poder magnético do amor divino, os casais acabam deixando de agradar um ao outro ou de se respeitar, e quando isso acontece o casamento é destruído. Encanto sexual, intelecto, beleza, dinheiro, cultura e magnetismo pessoal não bastam para que duas pessoas se mantenham juntas em um casamento feliz, se o amor divino estiver ausente". 

Ele também disse: "O primeiro e o mais importante requisito para uma relação feliz é a união das almas. O segundo requisito é a semelhança de interesses intelectuais e sociais. O terceiro e último em importância, embora usualmente considerado primordial por pessoas pouco esclarecidas, é a atração física. Este vínculo perde rapidamente seu poder de atração se os dois primeiros requisitos estiverem ausentes. Por que isso acontece? A razão é muito simples. O homem é a alma." 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso