X
X

Diário da Região

17/12/2016 - 02h47min

Finanças

Faça seu dinheiro render

Finanças

Stock Images/Divulgação NULL
NULL

O ano ainda não chegou ao fim, mas sempre é tempo de apertar o cinto e rever o orçamento. Quantas vezes ao longo do ano você se viu apertado? Achou que tinha gastado mais do que devia? Usou o cartão de crédito como se não houvesse fatura amanhã e quando ela chegou jurou nunca mais chegar perto daquele cartão? Que tal deixar de lado as promessas de que no mês que vem você começará a poupar e dar início a essas mudanças já? Especialistas dão dicas para organizar suas contas e, quem sabe, não entrar em 2017 no vermelho. "Para mudar antigos hábitos de consumo e endividamento, é necessário criar um novo hábito sem endividamento e consciente, que priorize poupar sempre para os sonhos antes de gastar todo o dinheiro", ensina a educadora financeira Natalia Martins, da DSOP, unidade Rio Preto. 

Cartão de crédito: o vilão

O consultor João Elias Martins é enfático ao dizer: jamais use o cartão de credito como forma de empréstimo. "Cartão deve ser usado apenas como uma modalidade de pagamento e não como uma forma de tomar dinheiro emprestado. Se assim fizer, tenha consciência que é a modalidade 'mais cara' que existe e exige um sacrifício muito grande para liquidar os juros deste empréstimo", garante. 
Para deixar mais claro, Martins ilustra: "Você pagaria R$ 40 num cafezinho se, num estabelecimento ao lado, vendessem o mesmo café a R$ 4? É exatamente isso o que o cartão de crédito cobra. Se estiver precisando de um dinheiro emprestado, procure a instituição financeira e uma linha de empréstimo, cujas taxas serão bem menores", orienta. 

Analise seus gastos

Saiba que cada gasto representa uma escolha. E quando realizamos uma escolha, estamos abrindo mão de alguma coisa. Além disso, diminuir os gastos pode ser o caminho para se conseguir o equilíbrio financeiro. "Evite desperdícios em seus gastos. O que é um desperdício? É quando temos um gasto que não traz benefício. Uma luz acesa em um quarto que não tenha alguém é um desperdício. Alguns hábitos simples, como fazer uma lista antes de ir às compras, também podem ajudar. Procure não cair nas tentações. A cada dia, assistimos a vários anúncios publicitários nos estimulando a consumir produtos, que segundo eles podem melhorar nossa vida. Consuma aquilo que é importante para você e sua família", alerta Carlos Eduardo Costa, consultor do site de educação financeira do Mercantil do Brasil. 

Quem parcela paga caro

Para o contador e consultor financeiro João Elias Martins,  a recompensa de poupar para comprar a vista é muito maior do que o prazer da compra financiada. "Quem poupa para comprar à vista descobre realmente o valor do dinheiro e do poder de compra. Dinheiro na mão gera maior poder de compra e possibilidade de descontos. Quem compra tudo financiado 'paga caro' pelo prazer do consumo imediato, pois deve ter a consciência de que, além do preço do produto, pagará pelos juros acrescidos no preço", destaca. 

Aprenda a distribuir a renda

Sandra Blanco, consultora de investimentos da Órama, no Rio de Janeiro, sugere que 10% do que entrar seja economizado assim que o salário cair na conta. "Depois, separe 40% do valor recebido para os custos com moradia (aluguel, financiamento, condomínio, luz...). Os outros 50% podem ser destinados aos demais gastos, como alimentação, educação, lazer. Para quem tem filhos, a proporção é a mesma", ensina.

Substitua gastar por poupar

A educadora financeira Natalia Martins, da DSOP, unidade Rio Preto, explica que é necessário fazer um diagnóstico da atual situação financeira e, através dele, identifique aonde está indo o dinheiro do orçamento. "Em seguida, deve-se delimitar quais são os sonhos de curto, médio e longo prazo, e remanejar o orçamento, fazendo as alterações necessárias para que o objetivo do sonho seja alcançado, assim, o novo hábito de poupar estará sendo construído no lugar do velho hábito de gastar, tornando possível conquistar a tão sonhada saúde financeira", diz. 

Qualifique-se para aumentar seus ganhos

Se você parou de estudar, complete seus estudos. Se já se formou, inicie uma pós-graduação. Encontre uma forma de rentabilizar suas habilidades, orienta o consultor do site de educação financeira do Mercantil do Brasil Carlos Eduardo Costa

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso