X
X

Diário da Região

20/03/2016 - 00h00min

Encontre seu propósito

Eduardo Seidenthal, criador da Ubuntu, vem a Rio Preto

Encontre seu propósito

Divulgação Educador e coach Eduardo Seidenthal criou o conceito do EUprendedorismo e é fundadora da rede Ubuntu, que, segundo ele, trabalha no campo mental, emocional e visual com o objetivo de ajudar as pessoas a encontrar seu propósito
Educador e coach Eduardo Seidenthal criou o conceito do EUprendedorismo e é fundadora da rede Ubuntu, que, segundo ele, trabalha no campo mental, emocional e visual com o objetivo de ajudar as pessoas a encontrar seu propósito

Para inspirar pessoas, equipes e organizações a refletirem sobre seus propósitos e empreenderem seus projetos, amanhã, às 20h, o Shopping Iguatemi promove um bate-papo sobre EUpreendedorismo, com o educador e coach Eduardo Seidenthal, um dos fundadores da rede Ubuntu.

O EUpreendedorismo pode ser definido como um modelo mental, uma forma de pensar e agir, que busca a ampliação da consciência dos indivíduos para que possam realizar seus projetos profissionais ou pessoais, construindo um futuro a partir de suas essências. A palavra-tema do encontro foi criada por Seidenthal e seus colegas fundadores da rede Ubuntu (www.redeubuntu.com.br). Seu conceito é tratado no livro As Raízes do EUpreendedorismo, primeiro livro do coach.

De forma leve e didática, sem fórmulas prontas, Seidenthal propõe uma reflexão sobre novos modelos de trabalho, mapeamento de oportunidades e desenvolvimento de competências para quem quer colocar um sonho em prática. Durante a conversa, o educador falará sobre sua trajetória - ele deixou a carreira em multinacionais para empreender.

Em conversa com o Diário da Região, Seidenthal reforça o que disse durante o ciclo de debates TEDxSão Paulo, em novembro do ano passado: há muito desperdício acontecendo no mundo, mas o de talento humano, em particular, é muito pouco comentado. Na visão dele, existe uma quantidade muito grande de gente trabalhando no que não quer. “Essas pessoas ainda não saíram dos seus empregos por motivos como inércia, falta de autoestima e medo. A estrutura está toda montada para as pessoas sentirem medo”, diz.

Há 8 anos, quando saiu do mercado corporativo, e até mesmo nos dias de hoje, Eduardo diz que tinha e tem medo de não ter salário. “Quando fundei a rede Ubuntu, meu maior medo era não ter salário no fim do mês. Até hoje tenho esse medo, mas eu sempre digo quando só se sente medo você fica paralisado, mas quando se tem uma força maior do que o medo você anda para frente. Ao meu ver, coragem não é ausência de medo. Coragem é agir apesar do medo”, explica.

Em meio à crise

Segundo Seidenthal, é possível descobrir um propósito maior em tempos de crise. Ele mesmo pôs isso em prática durante a crise econômica mundial de 2008 e aconselhar as pessoas que sentem medo de crises de momento a se questionarem e verem nelas uma oportunidade de mudar.

“Ao mesmo tempo em que a crise gera medo, ela também gera empurrões. O que defendo muito é que não podemos focar no medo e sim naquilo que gostamos de fazer, porque o que gostamos de fazer é o que fazemos melhor e é isso que irá nos colocar em movimento”, diz.

O coach define a rede Ubuntu como ecossistema de apoio. “Muitas vezes, na hora de tomar decisões, as pessoas se sentem perdidas, sozinhas, entediadas, com medo, precisando de apoio, então criamos uma rede de apoio para ajudar essas pessoas a andar. Uso muito a minha história como exemplo. Falo de propósito. Precisamos nos fazer essa pergunta, questionar, descobrir nosso propósito. O que quero fazer? Por que quero fazer? Onde quero chegar? E mesmo sentindo medo, vai com medo mesmo, porque quando se tem um propósito, por mais difícil que seja no início, só dá para chegar onde você almeja se você caminhar”, ensina.

Serviço

  • EUpreendedorismo com Eduardo Seidenthal. Amanhã, a partir das 20 horas, no Shopping Iguatemi (terraço figueira). Gratuito

 

Página da rede Ubuntu - 20032016 Página da rede Ubuntu, de Seidenthal, na internet

Questione-se sempre

Eduardo Seidenthal explica que a rede Ubuntu trabalha no campo mental, emocional e visual com objetivo de que a pessoa consiga responder todas as perguntas e comece a andar na direção do seu objetivo. “Ajudamos a pessoa ou empresa a entender seu propósito. A única forma de descobrir propósito é fazendo, não tem outro jeito. No processo, as pessoas colocam a mão na massa.” Quem sou eu? O que estou fazendo aqui? O que fiz até agora? Para onde vou? 

Para Seidenthal, esses questionamentos são saudáveis. Na adolescência, temos o primeiro questionamento na época de definir que faculdade iremos fazer. “Primeiro o adolescente se questiona sobre o que quer fazer para o resto da vida. Assim que sai da faculdade, se questiona com algo como ‘o que farei daqui para frente?’ Depois vem o que chamamos de crise de talentos, que ocorre lá pelos 28 e 30 anos.

É quando a pessoa já trabalha em algo, mas começa a se questionar se realmente gosta do que faz e se quer fazer para sempre? Tem também a crise da meia idade, lá para os 40 e poucos. É como se uma criança interna te cobrasse perguntando: ‘O que você fez até agora?’ E a última crise, que está cada vez mais comum, é a da aposentadoria. As pessoas não querem parar. Elas querem continuar. E sofrem com isso”, diz.

Saiba mais

Cinco conceitos do EUpreendedorismo

Durante sua palestra, Eduardo Seidenthal vai compartilhar sua história profissional, contar como criou o EUpreendedorismo e a rede Ubuntu e apresentar o livro As Raízes do Eupreendedorismo, em que apresenta cinco conceitos: abrir, incluir, colaborar, ornar e acreditar. “Abrir para possibilidades dentro de você, para novas experiências. Quando você, ao se abrir, incluir o melhor dessas novas experiências, passa a colaborar, pedir e oferecer ajuda. Ornar o que tem dentro de você com o que você faz no mundo. E acreditar. Acreditar no seu propósito e nos outros. Porque nessa caminhada não dá para desacreditar e nem seguir sozinho”, orienta o coach 

 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso