X
X

Diário da Região

13/07/2016 - 16h56min

Crianças

Crianças também sofrem com queda de cabelo

Crianças

Divulgação Os bebês podem apresentar queda de cabelo difusa ou localizada logo nos primeiros dias de vida.
Os bebês podem apresentar queda de cabelo difusa ou localizada logo nos primeiros dias de vida.

É comum os adultos sofrerem com queda de cabelo, mas sabia que as crianças também podem perder muitos fios? O problema pode preocupar os pais e incomodar crianças maiores, deixando-as com a autoestima baixa. 

Marco Aurélio Safadi, professor de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, explica que os bebês podem apresentar queda de cabelos difusa ou localizada logo nos primeiros dias de vida. O quadro é passageiro e não necessita de tratamento.O bebê, geralmente, perde o cabelo quando o atrita contra o colchão, principalmente na parte de trás do couro cabeludo. 
A queda de cabelo deve ser investigada sempre que ocorrer de forma excessiva após os 6 meses de idade da criança. O médico orienta a procurar um especialista para identificar o problema. 

Tipos de queda
As causas mais comuns de queda de cabelo em crianças, segundo o especialista, são: alopecia areata, micoses no couro cabeludo, eflúvio telógeno, alterações hormonais, deficiências nutricionais, tração (tricotilomania) ou infecções. 

Alopecia areata - caracteriza-se pela quada súbita e geralmente rápida de cabeludo couro cabeludo, podendo também acometer qualquer outra região do corpo. É mais comum em crianças maiores e adolescentes, provoca frequentemente lesões redondas e ovaladas. Pode decorrer de alterações imunológicas, sendo geralmente desencadeada por fatores como estresse por alguma perda ou transtornos familiares. Pode ser necessário o tratamento com cremes ou até injeções a base de corticoides.

Fungos - podem atingir crianças de todas as idades, principalmente entre 5 e 10 anos. Nesses casos, áreas esparsas com cabelos ralos e quebradiços se formam. O tratamento normalmente é feito com xampus com antifúngicos, mas em algumas situações o uso de medicamentos orais pode ser necessário. 

Eflúvio telógeno - ocorre em situações de estresse físico ou emocional como, febre alta, cirurgias ou traumas psicológicos que interrompe o ciclo normal de crescimento do cabelo. Não existe exames conclusivos para confirmar o problema e também não há tratamento específico. No entanto, geralmente o cabelo volta a crescer normalmente de seis meses a um ano. 

Alterações nutricionais - deficiência de vitaminas ou minerais como ferro, zinco e vitamina B, assim como o excesso de vitamina A. Doenças da tireóide também podem causar a queda de cabelo. 

Outras causas - a queda de cabelos também pode ocorrer por traumas frequentes no folículo piloso pela ação de quem cuida da criança, ou por um transtorno psicológico, a tricotilomania. Um exemplo clássico é a mãe que faz sempre a mesma trança na filha, forçando seus cabelos. Com isso, o folículo piloso inflama e atrofia. A tricotilomania é causada pelo ato da criança puxar, torcer ou esfregar seu cabelo. A perda dos fios é irregular, caracterizada por cabelos quebrados e de comprimento variável. 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso