X
X

Diário da Região

25/04/2016 - 20h10min

Saúde Masculina

Colher para ver

Saúde Masculina

Stock Images/Divulgação NULL
NULL

O espermograma é o principal exame para avaliar a fertilidade masculina. É realizado, na maioria das vezes, após um pedido médico, quando já existe alguma condição física, imunológica ou genética que possa ocasionar infertilidade. Segundo os especialistas, esse, no entanto, não é o cenário ideal. A simples mudança de hábito do homem poderia evitar graves problemas futuros. 

Por volta dos 18 anos (na chamada 'maturidade hormonal'), um espermograma poderia detectar alguma alteração na fertilidade, melhorando as chances de reversão e tratamento. A questão, porém, ainda é um tabu. "Quando a mulher tem sua primeira menstruação, ela vai direto ao ginecologista. Quando o homem inicia sua vida sexual, ele não vai. Não é comum que busque saber se a qualidade dos espermatozoides é boa e se tem algo impedindo o bom funcionamento dos testículos", explica Mauro Bibancos, especialista em reprodução humana do Grupo Huntington.

"Por isso, temos todo o histórico da mulher à disposição, desde sua adolescência. Do homem, não. Sem esse histórico de fertilidade, não temos como saber a causa do problema inicial e seu tratamento exato". Para Miguel Zerati Filho, urologista do Instituto de Urologia e Nefrologia (IUN), de Rio Preto, o homem tem uma dificuldade maior para procurar um urologista, um pouco por desinformação, outro tanto por não ter interesse em fertilidade nesse momento da vida. Há ainda a questão do preconceito. "É fundamental a orientação familiar para incentivar todo jovem a fazer sua avaliação rotineira, pois uma iniciação sexual inadequada pode acarretar sérios problemas posteriores."

Abstinência de três dias

Não há contraindicações para a realização do espermograma, que pode ser feito por qualquer homem em idade reprodutiva. Também não há restrições alimentares, apenas a necessidade de abstinência de dois a cinco dias sem ejaculação - não apenas no sexo, mas também na masturbação. "O exame deve ser colhido através de masturbação, sempre no laboratório, após um período mínimo de abstinência sexual de três dias. Importante, na hora da ejaculação, é não perder nenhuma gota do esperma, pois pode alterar significativamente o resultado", orienta. Normalmente, pedem-se duas coletas, com intervalo de 15 dias, para que haja comparação entre os resultados. Um terceiro exame pode ser pedido, caso sejam observadas muitas alterações entre os dois primeiros. 

Por que fazer?

Para o urologista Miguel Zerati Filho, todo jovem deve procurar um urologista na puberdade antes da iniciação sexual. "Serão examinados e avaliados seus órgãos genitais externos (pênis e testículos). A alteração mais frequentemente encontrada é a fimose, entretanto, pode haver frênulo (freio) curto, varicocele, etc", explica. Segundo Zerati Filho, durante a consulta, além de toda orientação relacionada à iniciação sexual, como cuidados com colocação de preservativos e eventuais dificuldades por imaturidade, o urologista poderá tirar outras dúvidas do jovem.

"Uma orientação fundamental nesse momento é a prescrição da vacina para HPV, tetravalente, pois esse é o vírus de maior prevalência e gravidade entre os jovens", alerta. Mauro Bibancos orienta que, se um paciente realiza um espermograma aos 18 anos e outro aos 35 anos, por exemplo, é possível analisar se seu quadro é normal, se houve queda da produção ou se o paciente sempre teve esse perfil. "Esses diagnósticos precoces seriam cruciais para definir o melhor caminho para um tratamento. O que precisamos é da conscientização da importância desse exame, que é rápido, simples e pode gerar um grande bem aos pacientes", observa.

Como o espermograma serve para avaliar a fertilidade e também uma eventual infecção, Zerati Filho faz uma ressalva importante. "Para a fertilidade, não deve ser realizado antes dos 18 anos, pois há um amadurecimento da função reprodutora e, se for colhido antes, pode mostrar alterações. O espermograma é indicado também em jovens com varicocele, devido à sua associação com a infertilidade", diz.

O que mostra o espermograma?

  • Hipospermia (baixo volume por ejaculação)
  • Azoospermia (ausência de ejaculação) 
  • Oligozoospermia (poucos espermatozoides no sêmen) 
  • Astenozoospermia (problema na motilidade dos espermatozoides) 
  • Necrozoospermia (quando há muitos espermatozoides mortos)
  • Excesso ou falta de acidez (pH)
  • Infecções nas glândulas anexas 
  • Disfunção e inflamações da próstata e vesículas seminais 

Quando o exame é realizado no início da vida sexual e algum desses problemas é detectado, o tratamento já pode ser realizado e é mais efetivo, em comparação a um feito em idade avançada, com o problema já estabelecido. "Essa ação pode ajudar a prevenir vários problemas no futuro, entre eles, a dificuldade em ter filhos. A mudança de comportamento do homem jovem é importantíssima", explica Bibancos Mauro Bibancos, especialista em reprodução humana do Grupo Huntington

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso