Diário da Região

11/02/2005 - 00h43min

TVP

Carma é senhor do tempo e do destino de cada um

TVP

Orlandeli/Editoria de Arte NULL
NULL
O destino quem faz somos nós. Essa é a única certeza que se pode ter ao compreender melhor a lei da ação e reação que rege todo o universo. Em se tratando de carma não é diferente.Os mestres budistas costumam comparar o carma a uma pedra jogada em um tanque de água. Segundo seus ensinamentos, os círculos concêntricos que se formam quando a pedra cai batem na margem e voltam para o centro. Acreditam, portanto, que com as pessoas ocorre o mesmo. Todavia, no geral, as pessoas não se dão conta que a vida que têm é resultado do que criam e que as reações produzem novos círculos na água, e assim sucessivamente. Independente da religião ou filosofia de vida, o que se vê é uma certa concordância quando o assunto é ação e reação. Segundo o terapeuta holístico rio-pretense Rodrigues Ferreira, autor do livro ?O espiritismo e as distorções do ser humano?, (ed. Vitória), se existe uma ação, seja ela boa ou má, haverá uma reação proporcional. Daí, o motivo pelo qual não se pode creditar ao carma apenas as situações negativas. Em geral, é nessa hora que as pessoas costumam afirmar que possuem um carma ruim.

De acordo com o terapeuta holístico, é preciso pesar cada atitude e procurar policiar os próprios pensamentos e ações, para evitar lamentar em vão. ?Os males produzidos por entidades espirituais decorrem sempre de algum merecimento negativo da pessoa vitimada. Sem falar que é preciso haver um fator que favoreça a ligação. A qualidade dos pensamentos é que propicia as ocorrências?, diz. Ele lembra que muitas pessoas lamentam a própria sorte e dizem não conseguir um emprego, nem mesmo marido ou namorado, e então culpam o carma por isto. Para essas pessoas, o espírita recomenda que façam uma análise de sua rotina de vida para saber se não são suas atitudes e pensamentos negativos que produzem um elevado grau de desgosto. ?Para eliminar o efeito há que suprimir a causa. Não há outro caminho. O auxílio viria no caso de um esclarecimento e motivação para um outro tipo de vida em que, nos dedicando a alguma tarefa útil, o desagrado pelo rotineiro passa a não mais existir?, diz.

Com o espírita concorda a astróloga Teresinha Queiróz, de São Paulo (idealizadora do site www.sintoniacosmica.com.br), que ao realizar mapas astrais com base na história cármica de cada pessoa sempre observa que nada daquilo que cada um de nós passa, sofre ou vive é em vão ou coincidência. ?Tudo tem um propósito. Nossa visão limitada, nosso ego cheio de véus, não nos deixa perceber as verdadeiras razões de tudo. Somente quando começamos uma busca do nosso verdadeiro Eu, o nosso mestre aparece. Esse mestre está dentro de cada um de nós, mas só o contatamos quando damos os primeiros passos nesta estrada. Então, as coisas começam a acontecer. E se estamos dispostos a um verdadeiro trabalho interior, podemos reformular nossa vida?, diz.

Reescrever a própria história é possível na TVP
Para a terapeuta Maria Teodora Ribeiro Guimarães, presidente da Sociedade Brasileira de Terapias de Vidas Passadas, o carma nada mais é do que as decisões corretas que o espírito toma antes de reencarnar (nascer de novo). Como exemplo ela cita a pessoa que em vez de nascer no Iraque, em meio à guerra, hoje, nasce no Brasil, um País abençoado. ?Isso ocorre porque o espírito dela planejou que tem algo a aprender e mesmo que demore um pouco ela pode, através da regressão, compreender o que a levou a viver determinados momentos?, diz. Maria conta um caso, por exemplo, em que o paciente era negro e não se aceitava de maneira alguma. Ao passar por uma regressão, compreendeu que ele próprio fez essa escolha e então se resignou com essa condição e se dispôs a aprender com ela, pois entende que é um carma de nascimento, que só visa melhorá-lo.

A terapeuta também recorda de casos em que a pessoa desenvolveu câncer e após compreender que havia sido arrogante por toda a vida, sem nunca pedir por favor e mudar essa realidade aconteceu da doença regredir. ?As doenças , por exemplo, são pequenos lembretes, para que as pessoas compreendam que é preciso aprender alg

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso