X
X

Diário da Região

28/08/2016 - 00h00min

Autoconhecimento

Busque a simplicidade

Autoconhecimento

Stock Images/Divulgação NULL
NULL

O mundo está cada dia mais complexo. A tecnologia e as exigências do mercado nos tornam máquinas programadas para sempre saber mais, ganhar mais e entender melhor tudo o que acontece à nossa volta. Momentos de descanso e alegria são muitas vezes trocados por horas de estudo e trabalho a fio. E essa busca desenfreada por ser e ter acaba nos afastando dos momentos simples. A tecnologia ainda não inventou algo mais belo e simples que um sorriso, mas quantas vezes paramos para nos dedicarmos à própria felicidade?

Sim, o que você faz para ser feliz? E olha que não se está se referindo aqui somente à música da cantora Clarice Falcão, que toca numa rede de supermercados e que, com certeza, já deve ter 'grudado' em sua cabeça. A canção ainda diz que “a felicidade está por dentro/ mas não vai sair no raio-x/ você provoca os próprios sentimentos”.

Felicidade está relacionada à simplicidade, que está diretamente ligada à sabedoria. “Para alcançarmos a simplicidade, precisamos diminuir exigências internas e externas, diminuir também expectativas. Aprender valorizar o momento presente, sem lamentar o passado e nem sofrer pelo que está por vir. É necessário olhar para o que se tem, agradecer o simples fato de estar vivo”, destaca a psicóloga Ana Cláudia De Luca Schiaveto.

E a simplicidade que se trata nesse texto não está relacionada somente à quantidade de bens materiais que você tem ou a posição social que você ocupa e muito menos está relacionada a se abdicar de tudo isso. “Ser simples está em saber encontrar a sua missão. Encontrar realmente o que te faz feliz. Talvez você terá de se desfazer de algo, porque algumas coisas não se encaixam com a sua essência”, afirma o terapeuta Wallace Liima.

Para a psicóloga e psicanalista Telma Abrahão, só é possível encontrar o seu sentido de simplicidade quando se tem uma saúde psíquica. “Ele precisa estar menos regida por questões socais. Se importar menos com a opinião do todo. Ainda mais quando, em plena transformação social, o velho não cabe mais e o novo não está pronto. E na tentativa de organizar o caos, ele vai buscar a si mesmo.”

Mas, segundo Ana Cláudia, a maior parte das pessoas não desenvolve este olhar e acaba entediada, se cansando da rotina, e fica projetando o futuro como se o bem-estar pudesse ser apenas encontrado onde não estamos no momento. 

“Esquecem de olhar para o aqui e agora e deixam de contemplar a beleza e simplicidade do momento presente. Gosto de dizer que fazer psicoterapia é como olhar através de uma lente de um caleidoscópio e treinar novos olhares. As pedras serão sempre as mesmas, o que muda é nossa forma de olhar.”

De acordo com Telma, a insatisfação quase que generalizada está relacionada à falta de tratamento. “O acesso à terapia é muito caro. E a metodologia oferecida nos planos de saúde ainda é falha, que faz com que o profissional só apague incêndio e não trate realmente o problema. Fique respondendo a sintomas e não proporcionando a saúde psíquica.”

Levar uma vida mais leve, a começar pelos pensamentos, faz parte da simplicidade. “Nossos pensamentos geram uma química no nosso corpo, que pode provocar um retorno positivo ou negativo. Os ruins resultam em doenças. E assim continua o ciclo. A falta de autoconhecimento e a falta de uma saúde física resultam no distanciamento da simplicidade”, explica Liima.

Alegria de viver e melhor capacidade de superação de dificuldades são alguns dos benefícios da simplicidade. “Quando conseguimos acessá-la, nossa vida se torna mais leve, feliz e transforma nossa existência”, destaca Ana Cláudia.

Cante a simplicidade

O que você faz pra ser feliz? 
(Clarice Falcão)

O que faz você feliz?
Você feliz o que te faz?
Você faz o que te faz feliz?
O que faz você feliz você que faz.
Pra ser feliz
Pra ser feliz
O que você faz pra ser feliz?
E se a felicidade voa num balão
Tão alto onde já não se enxerga mais
Mas só ela pode lhe tirar do chão
Pra ser feliz o que que você faz?
A felicidade está por dentro
Mas não vai sair no raio-x
Você provoca os próprios sentimentos
(...)
Longe perto, dentro, tanto faz
Quem quer felicidade corre atrás
E, às vezes, ela está debaixo do nariz

Simplicidade 
(Pato Fu)

Vai diminuindo a cidade
Vai aumentando a simpatia
Quanto menor a casinha
Mais sincero o bom dia
Mais mole a cama em que durmo
Mais duro o chão que eu piso
Tem água limpa na pia
Tem dente a mais no sorriso
Busquei felicidade
Encontrei foi Maria
Ela, pinga e farinha
E eu sentindo alegria
Café tá quente no fogo
Barriga não tá vazia
Quanto mais simplicidade
Melhor o nascer do dia

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso