X
X

Diário da Região

28/08/2015 - 10h05min

Saúde

Alimentos funcionais previnem câncer

Saúde

Divulgação Alimentos são fundamentais para prevenir doença
Alimentos são fundamentais para prevenir doença

Além de oferecer os benefícios nutricionais básicos, há evidências de que os alimentos funcionais auxiliam na prevenção de tumores de mama, próstata, intestino, cabeça e pescoço, dentre outros, principalmente quando o consumo está associado à adoção de um estilo de vida saudável.

Alimento funcional é o alimento ou ingrediente que, além das funções nutricionais básicas, quando consumido como parte da dieta habitual, produz efeitos benéficos à saúde. Em linhas gerais, os alimentos funcionais que auxiliam na prevenção do câncer são os ricos em ômega 3 (salmão, atum, sardinha, chia e a linhaça), em licopeno (tomate, molho de tomate, goiaba vermelha, e melancia), em betacaroteno (cenoura e abóbora), em luteína e zeaxantina (espinafre e couve), em vitamina C (frutas cítricas como laranja, acerola e abacaxi), em isoflavonas (soja e feijão) e em alicina (alho).

"Vale ressaltar, no entanto, que os alimentos funcionais devem ser consumidos dentro do contexto de uma alimentação equilibrada, preferencialmente associado a um estilo de vida saudável", destaca a nutricionista  Ana Carolina Cantelli  do A.C.Camargo Cancer Center. Alguns exemplos são os cereais integrais, leguminosas (feijão, soja etc.), linhaça, brócolis, couve flor, espinafre, tomate, alho, cebola, melancia, morango, goiaba, uva, peixes marinhos, chá verde e castanhas”, destaca a Supervisora de Nutrição do A.C.Camargo, Fernanda Pires. 

Estilo de vida saudável é fundamental

A adoção de um estilo de vida saudável que inclui dieta equilibrada, prática de atividade física e controle do peso corporal auxilia na prevenção de câncer de mama, próstata, intestino, estômago, pulmão, dentre outros de alta incidência na população brasileira e mundial. Dados publicados pela American Cancer Society - https://bit.ly/1U2M6LW - mostram que um terço de todas as mortes por câncer nos Estados Unidos a cada ano estão ligados à dieta e atividade física, incluindo o excesso de peso ou obesos. No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) - https://bit.ly/13GiXh8 - observa-se que os tipos de câncer que se relacionam aos hábitos alimentares estão entre as seis primeiras causas de mortalidade pela doença. Com base nesse cenário, nutricionistas do hospital A.C.Camargo Cancer Center destaca a importância de se reforçar o papel da alimentação saudável para a prevenção de câncer. Para tanto, o serviço de Nutrição e Dietética da instituição elenca os principais alimentos funcionais que, segundo as evidências científicas, ajudam a impedir o surgimento dos tumores mais incidentes na população brasileira. “Alguns exemplos são os cereais integrais, leguminosas (feijão, soja etc.), linhaça, brócolis, couve flor, espinafre, tomate, alho, cebola, melancia, morango, goiaba, uva, peixes marinhos, chá verde e castanhas”, explica Fernanda Pires, supervisora de Nutrição do A.C.Camargo. Veja quais são os melhores alimentos.

 

Homem no supermercado Estilo de vida saudável previne diferentes tipos de câncer (Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Câncer de mama e próstata- Os alimentos que ajudam a prevenir o câncer de mama são os que contêm licopeno, como frutas de coloração avermelhada, além daqueles que contém vitamina C e E, por conta dos radicais livres, como soja, castanhas, brócolis, couve flor. "A soja tem um papel muito parecido com o hormônio feminino, pois contêm fitoestrógeno", diz a nutricionista do A.C.Camargo, Ana Carolina Cantelli. Também se destaca o ômega 3, que pode ser encontrado em peixes como o salmão, atum e sardinha. O ômega 3 é rico também em sementes como a chia e a linhaça. O ômega 3 auxilia na prevenção dos tumores de mama e de próstata, como também ajuda a aumentar o colesterol bom (HDL) e a abaixar o colesterol ruim (LDL). Em se tratando exclusivamente de câncer de próstata, o papel de destaque fica por conta do licopeno, que é encontrado, por exemplo, no tomate, molho de tomate, goiaba vermelha e melancia. 

 

Instestino e reto- Para a prevenção de tumores de intestino e de reto por meio da alimentação o recomendável é evitar a ingestão de alimentos gordurosos e embutidos, assim como o consumo excessivo de carne vermelha. Por sua vez, é válido dar preferência a alimentos como o chá verde e a soja, além de adotar uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes, que são fontes de fibras. 

 

Região da cabeça e pescoço, que compreende a boca, faringe, laringe e tireóide- os alimentos funcionais que auxiliam na prevenção são a abóbora e a cenoura (fontes de vitamina A), as frutas cítricas, como o abacaxi, a acerola, o maracujá e a laranja (ricas em vitamina C) e vegetais de cor verde escura, como o brócolis (ricos em vitamina C). A dieta recomendada para auxiliar na prevenção de câncer de estômago deve privilegiar a ingestão de frutas e verduras, principalmente os alimentos fontes de vitamina C, como laranja, limão, acerola, abacaxi e evitar o alto consumo de sal, de alimentos com conservantes e defumados.


Câncer de esôfago- A ingestão de alguns alimentos é um importante fator de risco para desenvolvimento de câncer de esôfago. É recomendável evitar a ingestão excessiva de alimentos em temperatura elevada, muito comum no sul do Brasil, na Argentina e no Uruguai, por exemplo, o consumo do chimarrão. Além disso, a doença de refluxo pode aumentar em 70% o risco de uma pessoa desenvolver câncer de esôfago.

 

Refluxo aumenta risco de câncer

Levantamento do A.C.Camargo junto a 120 pacientes com esse tipo de câncer mostra que 40% sofriam de refluxo, doença que atinge cerca de 20 milhões de brasileiros. Comum em pessoas com mais de 50 anos, o refluxo é causado pelo retorno do conteúdo do estômago ou do duodeno ao esôfago. A sensação causada é de azia e queimação no peito ou garganta. Com o contato constante das enzimas digestivas com a parede do esôfago, o órgão passa a apresentar lesões e tecido parecido com o do intestino. As células danificadas por esse processo sofrem mutações e podem se tornar cancerígenas. O tratamento é feito com dietas e mudança de hábitos alimentares. Deve-se evitar a ingestão de café, chá, refrigerantes, bebidas alcoólicas e alimentos com muito molho, principalmente o de tomate, que tendem a piorar os sintomas. É recomendado também que as pessoas não deitem logo após a refeição e mantenham o peso adequado

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso