Diário da Região

13/02/2010 - 04h18min

Lobby Sindical

Vereadores são contra reajuste para prefeito

Lobby Sindical

Thomaz Vita Neto Nilson diz que não assina reajuste: “Próprio prefeito não quer”
Nilson diz que não assina reajuste: “Próprio prefeito não quer”

Vereadores de Rio Preto se posicionaram contra e dizem que vão resistir ao lobby do Sindicato dos Servidores Municipais, que quer aumento do salário do prefeito Valdomiro Lopes (PSB) para até R$ 15 mil. O argumento do sindicato é que um grupo de pelo menos 60 servidores estão com os salários limitados aos R$ 9 mil recebidos atualmente pelo prefeito e que é o teto municipal.


Já os parlamentares alegam que o próprio prefeito recusa o aumento. O presidente da Câmara, Jorge Menezes (DEM), disse que teve uma conversa com Valdomiro e que o prefeito o teria desautorizado a apresentar projeto elevando o vencimento. “Não vou tomar iniciativa”, afirmou o presidente do Legislativo. Cabe à Mesa Diretora apresentar projeto de lei reajustamento os subsídios do prefeito e vereadores.


O vereador Nilson Silva (PSDB), terceiro secretário da Mesa, também se disse contra o reajuste salarial de até 60%. “O Valdomiro falou publicamente que não quer. Além disso, temos de avaliar o impacto, ver se comporta. O problema não é o salário do prefeito, e sim o bonde que vem atrás”, afirmou o tucano.


O vice-presidente da Câmara, Antonio Carlos Parise (PTB) segue o mesmo raciocínio. “Tenho muitas dúvidas quanto a esse aumento. Quero mais detalhes, como o impacto, mas a princípio não vejo necessidade”, afirmou o petebista. Manoel Conceição (PPS) disse que não tinha como responder ao questionamento, já que não estudou a proposta. “Precisamos analisar até onde é conveniente, mas o próprio prefeito é contra.”


Pedro Roberto (Psol) disse que vai avaliar “com cautela” a reivindicação do sindicato e que precisa comparar o salário do prefeito de Rio Preto com o de outras cidades do mesmo porte. “Precisamos fazer uma análise e fazer justiça. Saber se o prefeito merece um pouco mais, como maior autoridade do município. Só que precisamos analisar sem pressa, saber quanto que isso vai impactar.”

Thomaz Vita Neto Parise diz ser contra reajuste
Eduardo Piacenti (PPS) afirmou que a questão não deverá ganhar força na Casa porque o prefeito “não quer reajuste do seu subsídio.” “Pegaria mal para os vereadores aprovarem o projeto e o prefeito vetar lá”, disse Piacenti. Nelson Ohno (PSB) foi o único parlamentar favorável ao aumento de salário. “Acho que o prefeito ganha pouco pelo número de habitantes que administra. Essa é a minha opinião”, afirmou. Na última terça-feira, a presidente do sindicato, Celi Regina da Cruz, foi à Câmara para tentar reunir apoio dos 17 vereadores. Mas só conseguiu conversar com três. Além de Menezes, deram ouvidos à sindicalista Dinho Alahmar (PSB) e Marco Rillo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso