Diário da Região

11/02/2010 - 03h50min

171

Valdomiro é vítima de golpe e tem os cartões clonados

171

Estelionatários fizeram compras no valor de R$ 10.014 com cartões de crédito clonados em nome do prefeito de Rio Preto, Valdomiro Lopes (PSB). O cartão foi usado em duas compras - uma no valor de R$ 4.152,00 e outra de R$ 5.862,00 - no supermercado Maxix, localizado na cidade de Itajaí no Estado de Santa Catarina. Não consta quais tipos de produtos foram comprados.


Valdomiro decidiu registrar o caso no 1º Distrito Policial (DP) na última terça-feira de maneira sigilosa e por meio do assessor do gabinete da Prefeitura Paulo Augusto Ramos dos Santos. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pelo delegado do 1º DP Júlio Cesar Simões Pesquero, o prefeito foi vítima de crime de estelionato - artigo 171 do Código Penal.


O prefeito foi informado do golpe envolvendo seus cartões pela Central de Prevenção a Fraude da Caixa Econômica Federal (CEF) na última segunda-feira, antes dele viajar para São Paulo e Brasília. O banco informou Valdomiro ainda que no dia 25 de janeiro deste ano foram feitas solicitações de alterações do cadastro de correspondência do prefeito.


Na mesma data, a CEF recebeu a solicitação da emissão de segunda via de dois cartões de crédito e débito da Mastercard e Visa. O prefeito possui conta corrente no banco. No histórico da ocorrência consta que “a vítima (Valdomiro) nunca recebeu os cartões, que foram enviados pelo banco para o endereço Travessia São João, 303, cidade de Almirante Tamandaré - PR, conforme informação da CEF.”


De acordo com o prefeito, após realizada as compras com o cartão Mastercard, o banco suspeitou de fraude e cancelou o cartão Visa. Valdomiro pediu à polícia que sejam fornecidas informações sobre os locais das compras e os nomes de quem fez as compras indevidas. O registro da ocorrência pelo prefeito em Rio Preto deverá ser encaminhado ao município de Itajaí, em Santa Catarina. Na delegacia ninguém quis comentar o assunto. Pesquero já havia deixado o local no final da tarde.


O Diário apurou que o registro do BO foi feito sem alarde por orientação do próprio gabinete de Valdomiro, que sequer estava na cidade nos últimos dias. A orientação era para não chamar a atenção para o caso, tanto que o documento não foi relacionado entre as ocorrências do dia na delegacia. Estava no lote dos BOs “censurados.”


Como envolve o prefeito, se fosse necessário abrir algum tipo de investigação o caso teria de ser encaminhado à Delegacia Seccional de Polícia. Caberá, porém, às polícias nos Estados do Paraná e Santa Catarina descobrirem os estelionatários que clonaram os cartões de Valdomiro. Na Prefeitura ninguém sabia do assunto. Ontem, o prefeito foi procurado em seus telefones celulares, mas não atendeu as ligações. O procurador-geral do município, Luiz Tavolaro, também foi procurado no 8º andar da Prefeitura e em seus telefones e também não foi localizado.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso