X
X

Diário da Região

16/12/2016 - 00h00min

PARA ENFRENTAR A CRISE

Temer lança pacote de estímulo à economia

PARA ENFRENTAR A CRISE

Beto Barata/PR O ministro Meirelles e Temer durante anúncio das medidas
O ministro Meirelles e Temer durante anúncio das medidas

O governo anunciou nesta quinta-feira, 15, uma série de medidas para tentar estimular a economia brasileira. Ao lado do presidente Michel Temer, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, destacou que o pacote não foi pensado recentemente e que as medidas fazem parte de um programa. As ações microeconômicas visam aumentar produtividade e a capacidade do País de crescer. Entre as medidas está o aumento da remuneração do FGTS. 

Hoje, os trabalhadores que têm recursos depositados no fundo têm o dinheiro remunerado a uma taxa de 3% ao ano mais a TR (taxa referencial). A proposta é distribuir uma parcela de 50% do lucro líquido do fundo aos poupadores para elevar a rentabilidade do FGTS para algo perto do que é pago pela poupança (6% ao ano mais a TR). O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, ressaltou que a nova disposição não alterará as atuais políticas de investimento do Fundo. 

“Vai ser apenas o resultado líquido após pagamento de todas as despesas do fundo. Também não prejudicará as políticas de financiamento”, disse. Além disso, o governo anunciou a redução gradual da multa adicional de 10% do FGTS, pago na demissão de empregados, com redução de 1 ponto porcentual ao ano. O pacote inclui ainda medidas de incentivo ao crédito imobiliário, redução do spread bancário (margem dos bancos no crédito), redução dos juros no cartão de crédito e a regularização tributária para que empresas e pessoas físicas façam pagamentos parcelados de dívidas vencidas.

No crédito habitacional, o governo anunciou a regulamentação da Letra Imobiliária Garantia (LIG), ferramenta que permite uma alternativa de fonte de recursos para o financiamento do setor. Atualmente, a caderneta de poupança e o FGTS são os dois principais financiadores do crédito imobiliário. A LIG entrará em audiência pública em janeiro, para depois ser apreciada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Meirelles citou ainda medidas para reduzir o spread bancário (diferença entre o custo de captação dos bancos e o que é efetivamente cobrado de famílias e empresas). “Para redução do spread bancário, temos a criação da duplicata eletrônica. Vamos criar uma central de registro de duplicatas de recebíveis pelas empresas, em um ambiente em que todos possam acessar e atestar a existência desta garantia”, explicou Meirelles.

“Portanto, permitindo a concessão de crédito a taxas mais baixas. Isso será objeto de uma medida provisória.” Segundo o ministro, a central de registros de duplicatas vai favorecer principalmente as micro e pequenas empresas. Para as pessoas físicas, Meirelles afirmou que será aperfeiçoado o cadastro positivo. “Ele permite a qualquer credor analisar o histórico da pessoa, se de fato é um bom pagador”, citou o ministro. 

“Existe o cadastro negativo, onde se vê se alguém tem algum problema. E hoje, o cadastro positivo tem um processo muito complicado. A ideia é um registro automático”, acrescentou. Meirelles esclareceu ainda que a pessoa física terá a possibilidade de não permitir, se for de sua vontade, o acesso ao seu histórico de crédito. “Caso contrário, (o cadastro positivo) facilita e muito o processo de obtenção de crédito”, acrescentou. “Os spreads bancários tendem a ser mais baixos.”

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso