X

Diário da Região

15/12/2017 - 14h15min

Brasília

Temendo desgastes com fator previdenciário, PMDB tenta impedir manobra do governo

Brasília

O texto do fator previdenciário inserido na Medida Provisória (MP) 664, prevista para ser votada nesta terça-feira, 26, no Senado, virou motivo de queda de braço entre líderes do governo e do PMDB. Do lado da bancada do partido, há o receio de que, se o governo conseguir manobrar no plenário e pôr a votação da matéria somente após a discussão de outras duas propostas do ajuste fiscal, o desgaste de o fator previdenciário não ser votado recairia sobre a legenda. Atualmente, a pauta de votação da Casa prevê a seguinte ordem: MP 665, que restringe acesso ao seguro-desemprego e ao abono salarial; MP 664, que trata de mudanças na Previdência e no fato, e MP 668, que trata do aumento das alíquotas de Programa de Integração Social (PIS)/Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) de produtos importados. Desde a última semana, integrantes do governo têm orquestrado nos bastidores uma manobra para ser aplicada no plenário colocando por último a votação da MP 664. Nos cálculos de alguns líderes governistas, em razão da longa discussão que deve ocorrer em torno das propostas, a que cria uma alternativa ao fator previdenciário poderia não ser votada a tempo e, dessa forma, perderia os efeitos. As MPs 665 e 664 perdem a eficácia na segunda-feira, 1.º. Assim, a administração federal se livraria do desgaste de um possível veto da presidente Dilma Rousseff na questão do fator previdenciário. Diante desse cenário, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), entrou em campo em busca de apoio para tentar impedir a manobra. O receio é que, ao ser "complacente" com a estratégia do governo, os desgastes da não votação do fator recairia sobre a bancada. A decisão de tentar impedir a inversão da ordem de votação foi discutida no almoço com integrantes da bancada do PSD. "Não terá inversão. Vamos votar como está previsto", afirmou o líder do PSD na Casa, Omar Aziz (AM), após o encontro. De acordo com Aziz, apesar da queda de braço, o clima é favorável pela aprovação das matérias. "Não podemos brincar. Não é momento de apostas. Temos de dar um crédito ao governo", ressaltou. "Não terá inversão. Vamos votar. Vai ter algum embate com a oposição, mas vamos votar", afirmou o senador Romero Jucá (PMDB-RR), que participou do almoço e, mais cedo, do café da manhã realizado pelo vice-presidente Michel Temer, em que também foram discutidas as votações das propostas. Ligações Na véspera das discussões em plenário dos projetos que tratam do ajuste, Dilma ligou nesta segunda-feira, 25, para o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Ela embarcou no mesmo dia para o México e deve retornar nesta quarta-feira, 27, ao País. Calheiros e Dilma estão em atrito desde que o nome dele foi inserido na lista de supostos envolvidos no esquema da Operação Lava Jato. O telefonema teria ocorrido por orientação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se reuniu com a presidente em Brasília, na sexta-feira, 22. O chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, também ligou para o presidente do Congresso antes do início das votações em plenário. De acordo com integrantes da base aliada, a informação foi dada por Mercadante ao participar do café da manhã promovido nesta terça-feira por Temer.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso