Diário da Região

11/07/2006 - 00h20min

Saneamento

Superintendente pede mais dados sobre nova tarifa de água e esgoto

Saneamento

Edvaldo Santos Nicanor  Batista solicitou a variação do salário mínimo desde 2001
Nicanor Batista solicitou a variação do salário mínimo desde 2001
O superintendente do Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto (Semae) de Rio Preto, Nicanor Batista Júnior, disse que, até quinta-feira, encaminha ao prefeito Edinho Araújo (PPS) a proposta para o reajuste nas tarifas de água e esgoto cobradas pela autarquia. A previsão é que o aumento da água seja de até 15% e comece a valer a partir de agosto. Ontem, Batista Júnior recebeu da comissão de estudos o relatório apontando qual o índice deveria ser aplicado ao reajuste. ?A comissão apresentou o relatório, mas pedi uma complementação, um detalhamento maior para até quinta-feira encaminhar a proposta ao prefeito?, disse o superintendente. Entre os dados solicitados, estão o comparativo das tarifas com o salário médio da família rio-pretense e a variação do salário mínimo desde 2001. O aumento é aplicado por meio de decreto assinado pelo prefeito e não depende de autorização da Câmara.

No relatório apresentado ontem pela comissão, constam o histórico de consumo e o perfil do consumidor de água da cidade. ?Com base nesses dados, quero saber qual será o impacto do reajuste para cada grupo de consumidor?, afirma o superintendente. O último reajuste nas tarifas de água feito pelo Semae foi em 2005. Na ocasião, foi aplicado um índice médio de 30%, o que resultou até em uma ação civil pública contra a autarquia, já que o valor foi bem acima da inflação. A ação terminou arquivada. Apesar do estudo promovido agora pelo Semae, os índices de reajuste para os próximos anos já estão definidos. Quando o prefeito anunciou o aumento de 2005, apresentou um plano para que o Semae recupere seu capital de investimento e forme um fundo para ajudar no pagamento dos empréstimos para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Além dos 15% que devem ser aplicados neste mês, o Semae deve reajustar em 10% a tarifa de água em 2007 e 2008 e mais 5% em 2009. Para decidir o aumento, o Semae vai levar em consideração os reajustes dos insumos que utiliza, como produtos químicos e energia elétrica, que representa o maior gasto da autarquia. A expectativa de receita do Semae este ano é de R$ 52 milhões, mas no primeiro semestre a arrecadação ficou abaixo do previsto, em torno dos R$ 21 milhões.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso