X
X

Diário da Região

11/02/2015 - 04h50min

Processo Arquivado

STF livra Rodrigo Garcia de inquérito

Processo Arquivado

Guilherme Baffi Deputado federal Rodrigo Garcia (DEM) que foi citado na ação
Deputado federal Rodrigo Garcia (DEM) que foi citado na ação

Com voto de minerva do mistro Luiz Fux, o Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou ontem inquérito que apurava denúncia de suposta participação no chamado cartel do metrô em São Paulo e que tinha como um dos citados o deputado federal Rodrigo Garcia (DEM). Além do democrata, o deputado José Aníbal (PSDB) também era um dos investigado no processo. A apuração foi aberta no ano passado, quando o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, determinou a apuração das denúncias que envolviam políticos com foro privilegiado por terem mandato.


O processo teve início no STF em dezembro de 2013 para apuração de fraudes em licitações em obras do governo de São Paulo entre 1998 e 2008. As denúncias era sobre envolvimento de representantes da empresa alemã Siemens AG e agentes públicos do governo paulista. Chamado "colaborador x" foi quem citou os secretários de Alckmin. Em junho do ano passado, o ministro Marco Aurélio, relator do caso, determinou prosseguimento da apuração. Rodrigo teria comentado pagamentos de "comissões" ao chamado "colaborador x."


"Deduziu que Rodrigo Garcia, por lógica, também recebia valores oriundos da propina paga pela empresa", consta em trecho da decisão do ano passado. "É cedo, muito cedo, para chegar-se a conclusão a respeito da participação, ou não, dos citados parlamentares. Por ora, é suficiente ao aprofundamento das investigações o que declarado pelo colaborador x", afirmou na época Aurélio. O relator votou no final do ano passado pelo arquivamento da apuração. O ministro Dias Toffoli também havia votado pelo arquivamento.


Já Rosa Weber e o ministro Luís Roberto Barroso votaram pelo prosseguimento do inquérito. O voto de ontem encerrou a apuração. O STF não divulgou o voto na íntegra. ""Verifiquei que o relator, ministro Marco Aurélio, atendeu a todas as diligências e que não houve nenhuma menção direta aos parlamentares", afirmou Fux na decisão A assessoria do STF, afirmou que o caso pode ser reaberto se a Procuradoria Geral recorrer. Rodrigo, que era cotado para voltar a ser secretário de Desenvolvimento Econômico neste ano, mas acabou de fora da lista de Geraldo Alckmin, disse que "sempre confiou na Justiça".


"Desde o início, confiei na Justiça. Estava tranquilo, pois ao longo de minha vida pública sempre trabalhei de maneira séria. Com o restabelecimento da verdade, sigo agora em frente com mais disposição ainda para continuar servindo o meu Estado e o meu País", informou o deputado. A Casa Civil não manifestou-se até o fechamento desta edição. José Aníbal acusou o PT de ter comandado a denúncia que envolveu os tucanos. "O "documento" surgiu com o deputado Simão Pedro (PT-SP), entrou no Ministério da Justiça clandestinamente e foi encaminhado à Polícia Federal pelo titular da pasta, José Eduardo Cardozo, desrespeitando procedimentos legais", postou em seu site.




>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso