Diário da Região

08/10/2012 - 09h41min

São Paulo

PT é surpreendido e surpreende na Grande São Paulo

São Paulo

No Grande ABC, berço político do PT, o partido conseguiu neste domingo (7) virar duas eleições em que estava em desvantagem nas pesquisas de intenção de voto - Santo André e Mauá -, mas sofreu um revés em um dos municípios que esperava vencer no 1.º turno: Diadema. Agora, contará com a dedicação de seu prefeito mais influente da região, Luiz Marinho, reeleito em São Bernardo do Campo.

O PT obteve sucesso na primeira parte de sua estratégia de retomar o poder em Santo André, no ABC, cidade que governou por 12 anos seguidos. O deputado estadual Carlos Grana, candidato do partido à prefeitura, passou para o 2.º turno ao obter 155.606 votos, ou seja, 42,85% dos votos válidos. Ele estava em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, mas avança à frente do atual prefeito, Aidan Ravin, do PTB, que tenta a reeleição e conseguiu 37,239% - 135.193 votos. O PT garantiu a já prevista reeleição em São Bernardo do Campo - o prefeito Luiz Marinho teve 65,79% ou 261 mil votos, ante 30,94% de Alex Manente (PPS).

Em Diadema, porém, o PT sofreu um revés: o atual prefeito, Mario Reali, foi o mais votado, mas, como obteve pouco mais de 46% da preferência do eleitorado, vai ter de disputar o 2.º turno com Lauro Michels, do PV, que teve a preferência de 41% dos votantes. Como a cidade é tradicional reduto petista, o partido esperava a reeleição de Reali no 1.º turno.

O PT também enfrenta mais um turno em Mauá, onde Donisete Braga (76.154 votos, ou 38,34%) virou a eleição e chegou à frente da então favorita Vanessa Damo, do PMDB. Ela foi a preferida por 67.333 eleitores, o que representa 33,90%. Vanessa, no entanto, aparecia em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto até o fim de setembro.

No entanto, para manter o "cinturão vermelho", o PT precisará dividir esforços entre os candidatos do Grande ABC e os de Guarulhos - onde o prefeito Sebastião Almeida tenta a reeleição e reedita a segunda fase das eleições de 2008 contra o tucano Carlos Roberto. Almeida chegou perto dos 50% dos votos no segundo maior colégio eleitoral do Estado. Para seu desempenho, contribuiu a mobilização do ex-prefeito Elói Pietá e de Lula.

O PT tem a mais forte rejeição em São Caetano, que era até este domingo (7) um reduto tucano governado há 30 anos pelo PTB - partido que faz parte da base de sustentação do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Pinheiro, um ex-petebista, derrotou a candidata do prefeito Auricchio Jr., a ex-secretária de Saúde Regina Maura. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso